A breve historia das células ...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A breve historia das células ...

Mensagem  td124 em 24/4/2010, 13:27

Caros amigos,
vou começar uma nova Breve historia... a das células. Desta vez nao vai haver uma logica historica, mas sim uma logica pessoal. Vou no espaço de oito episodios (como sempre) apresentar os objectos que marcaram a historia destes elementos. Espero que isto vos agrade ...


Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 24/4/2010, 13:30

cá esperamos ansiosamente por mais uma breve história

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Paulo André em 24/4/2010, 13:31

Cá ficaremos ansiosamente á espera

_________________
Cumprimentos
Paulo André

Sistema
LCD Samsung LE37S62B + WD TV Live Hub + PS3
Fonte analógica: Thorens TD160MKII + Rega Bias + Norbert c/ regulação RIAA
Fontes digitais: Pioneer PD-S703 + Sony ST-SA3ES + Sony MDS-JB930QS
Amplificador: Classic 16.0 / Antique Sound Lab MG-PPSL6 + Antique Sound Lab AQ-2004
Colunas: Davis Acoustics Stentaure LE + Straightwire Waveguide 8
Filtro de Sector DIY
Sennheiser HD205
avatar
Paulo André
Equipa Audiopt - Admin.
Equipa Audiopt - Admin.

Número de Mensagens : 5956
Idade : 44
Localização : Barreiro
Ocupação : Ferroviário
Interesses : Audio DIY
Data de inscrição : 19/12/2007
Pontos/Reputação : 3208

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  td124 em 24/4/2010, 13:44



Caros amigos, vamos começar esta breve historia das células pela mitica Koetsu Rosewood. Os que se interessam ao vinilo conheçem todos esta marca, mas voçês tém a certeza verdadeiramente de a conheçer ? Pois é, é que para os conheçedores existem duas caras para as Koetsu, ou seja, as verdadeiras (as originais) e as outras (as actuais). Vamos là ver juntos a historia fantastica desta marca e do seu pai. A Koetsu foi fundada em 1970 em Kyoto “a cidade dos mil templos” pelo Sr Sugano. Esta cidade anti-industrial, é o quartel geral do artesanato japonês de alto nivel e a mãe de uma outra marca de células, que falaremos mais tarde, fundada pelo Sr Tsukamoto, a Satin. O sr Sugano é uma pessoa original, pois sendo filho de mestre ferreiro, ele era um dos ultimos herdeiros da tradiçao a posseder o conhecimento da fabricaçao dos sabres japoneses, os magnificos “Katanas”. Mas ao mesmo tempo era un antigo campeao de boxe e artista pintor quando ele cria a marca. E um homem com varias caras e talentos que tém como paixao a musica e as células. Amigo do Sr Asakura que era o director da Supex (outra marca japonesa de células), as primeiras experiências de Sugano sao a modificaçao profunda das Supex. Ele começa por modificar as peças polares, os imanes, depois os estiletes, a geometria do diamante e enfin os corpos. O Mestre (titulo merecido) nota que os corpos em madeira e em especial os feitos em pau-rosa “jacarandà”, davam os resultados sonoros mais naturais. A Rosewood acabava de nascer e estas experiências dao tao bons resultados, que a Supex vai produzir sobre liçensa Sugano-Koetsu, duas células de topo de gama com corpo em Rosewood. Mas o Mestre vai continuar as experiências. O corpo sera sempre em pau-rosa mas o estilete vai ser forjado por ele em berilio, boro, aço etc. E o boro que darà os melhores resultados e que serà escolhido. A experiência em forja de metais nobres do Sr Sugano é primordial para a qualidade destes resultados. Os imanes vão ser em samario-cobalto, os mais potentes e a Koetsu é a primeira marca a utilizà-los. As bobinas assim que as peças polares vao ser fabricadas à mão, e sao ajustadas ao microscopio. Mesmo analisadas ao microscopio, o grau de polido e de ajustagem, é superior ao que se faz hoje ao mais alto nivel industrial. A volta do fim dos anos setenta, a geometria e o grau de polido do diamante é vertiginoso de perfeiçao. A Koetsu Rosewood vai continuar a evoluir durante os dez anos que seguem a sua criação e nao existem duas iguais. O mestre produziu à volta de mil (as verdadeiras), mas as melhores sao uma centena produzidas entre 1977 e 1978 (as obras-primas), antes de uma operaçao à cataracta, agravada em parte pelo trabalho a olho nu durante varios anos. Em final de 1979 o Sr Sugano volta à pintura e deixa de as produzir. A Koetsu entra na lenda para a eternidade. Fora dos circulos audiofilos iniciados, a marca era ainda desconhecida nessa época. Sao os filhos que vão fazer comércio do nome mais tarde, sobretudo apos a sua morte. Estao a compreender que a Koetsu Rosewood é a TD124 das células. Um objecto nascido da uniao entre o génio, a sensibilidade e algo de quase divino. SIM, a Rosewood é talvez a unica obra de arte da alta-fidelidade, e um caso quase unico como a marca irmã Satin.

Apresentaçao : A Koetsu Rosewood original é um pouco mais longa que a actual. O corpo em pau-rosa é um pouco tosco e rustico comparado com as actuais. A suspensao é feita de uma mistura de borracha com fibras naturais de algodao virgem e lã de cordeiro de leite. O estilete é em boro forjado e martelado a frio, como um sabre. Os imanes sao em Samario-Cobalto. A fixaçao é standart e em aluminio. Na realidade a base solida do corpo é em aluminio feito de uma peça em forma de U, e a madeira é o capôt. Aqui vao as caracteristicas da célula original:

Banda 10 a 30000 Hz
Separaçao dos canais 28 dB a 1000 Hz
Distorçao màxima 0,8%
Peso de leitura entre 0,7 e 1,3 g
Elasticidade 12.10(-6)/cm/dyn
Impedância 8 ohms até 1976 e depois 4 ohms
Nivel de saida 0,3 mV

Avantagens : Como jà foi visto, a Koetsu era fabricada com os melhores materiais da época e optimisada à escuta. Cada elemento participa no resultado final em qualquer coisa. E uma sinfonia electromecânica. Tudo nesta célula é uma avantagem para a época ...

Inconvenientes : Um objecto culto tao raro, e tão fragil, obriga a criar um perimetro de segurança à volta. Assim um possuidor de Koetsu original, não tém mulher, não tém amigos e ainda muito menos filhos...



Escuta : Eu fiz proposito de não traduzir a palavra Koetsu que quer dizer em japonês “a luz alegre”. Pois ouvir uma Rosewood original é verdadeiramente pensar à luz. A Koetsu irradia nas altas frequências uma luminosidade especial, algo de unico, de palpàvel e de fràgil ao mesmo tempo. A dinamica é explosiva, constante e sem stress a todas as frequências. O palco é real nas três dimensoes, sem excesso ou efeito de lupa. A definiçao é fantastica, mesmo comparada a uma grande célula moderna e so é limitada pelo grupo braço/gira. As Koetsu actuais sao quase femininas com uma grande subtileza, a antiga é de uma virilidade digna de um Samurai. Mas é aqui que reside o paradoxo dos elementos miticos. A escuta a Koetsu original é mais rapida, dinamica, definida e consistente o que faria pensar a uma célula pesada e densa à escuta. Mas nao, lembrem-se dessa luz propria que é o segredo desta pérola. Os agudos e médios altos são tão finos, tão elegantes e definidos, que pelo efeito de mascara vão desarmadilhar as consequências habituais das grandes dinamicas. O resultado perturba, pois fineza e densidade vão de par em permanência com ela e no final é a magia que ganha. Uma escuta vertiginosa, perturbadora e quase mistica pois o auditor acaba por se por a questão : Esta célula reproduz ou faz a musica ...

PS : Para este artigo agradeço as discussoes com o meu amigo J. Hiraga que foi um grande intimo do Sr Sugano e que possede duas células originais de 1978 (obras-primas), assim que o artigo do mesmo na revista L’audiophile n°12 de 1979. A foto em branco e preto é extraida desse artigo.

avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Paulo André em 24/4/2010, 13:52

Excelente Paulo

_________________
Cumprimentos
Paulo André

Sistema
LCD Samsung LE37S62B + WD TV Live Hub + PS3
Fonte analógica: Thorens TD160MKII + Rega Bias + Norbert c/ regulação RIAA
Fontes digitais: Pioneer PD-S703 + Sony ST-SA3ES + Sony MDS-JB930QS
Amplificador: Classic 16.0 / Antique Sound Lab MG-PPSL6 + Antique Sound Lab AQ-2004
Colunas: Davis Acoustics Stentaure LE + Straightwire Waveguide 8
Filtro de Sector DIY
Sennheiser HD205
avatar
Paulo André
Equipa Audiopt - Admin.
Equipa Audiopt - Admin.

Número de Mensagens : 5956
Idade : 44
Localização : Barreiro
Ocupação : Ferroviário
Interesses : Audio DIY
Data de inscrição : 19/12/2007
Pontos/Reputação : 3208

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  vlopes em 24/4/2010, 14:14

td124 escreveu:





"As Koetsu actuais sao quase femininas com uma grande subtileza, a antiga é de uma virilidade digna de um Samurai.
........................................... Esta célula reproduz ou faz a musica "...



Esta frase define por completo o analógico !!!

Obrigado Paulo, pela beleza do texto e pela partilha do conhecimento.
avatar
vlopes
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 510
Localização : Azeitão
Ocupação : Gestor
Data de inscrição : 18/10/2009
Pontos/Reputação : 673

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  ricardo onga-ku em 24/4/2010, 14:28

Caro Paulo,

Obrigado por mais um pedaço apaixonado da história do Audio.

Um abraço,
Ricardo


Última edição por onga-ku em 24/4/2010, 16:16, editado 1 vez(es) (Razão : off topic removido)
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2979
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4660

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 24/4/2010, 15:12

Muito bem Paulo!!!

Ainda bem que escolhi o meu avatar antes deste seu artigo.

Sou um grande admirador de Yosiaki Sugano e do seu legado.


Abraço,

Mário

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 24/4/2010, 15:26

As minhas sinceras desculpas. Depois de ler, verifiquei que me enganei ao escrever o nome do Mestre.

Yoshiaki Sugano.

Já agora Paulo, nunca será demais frisar que a mulher do mestre também teve um papel importante no apoio e feitura das Koetsu. E segundo consta, Honami Koetsu, além de ser seu heroi e ter dado origem ao nome das células, era mesmo um antepassado remoto do Mestre Sugano.

Aproveito para confessar que são estes »pequenos« promenores que me fazem admirar ainda mais o som que ouço através dos meus sistemas. Eu sei que talvez não passe de uma carga subjectiva muito grande. Que se lixe. Eu adoro ouvir um Mercury Living Presence, a rodar num TD 124, lido por uma Koetsu, através, por exemplo dum Radford, ligado a umas ESL-57. Além, do bom som, o sistema está caregadinho de história.
Há melhor? Claro que sim.

E agora vou ver se encontro uma fotografia da sala de audição do Mestre Sugano. guardei-a tão bem guardada que não me lembro one a pus.

Mais um abraço,

Mário

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  td124 em 24/4/2010, 15:59

M Fernandes escreveu:As minhas sinceras desculpas. Depois de ler, verifiquei que me enganei ao escrever o nome do Mestre.

Yoshiaki Sugano.
...
Aproveito para confessar que são estes »pequenos« promenores que me fazem admirar ainda mais o som que ouço através dos meus sistemas. Eu sei que talvez não passe de uma carga subjectiva muito grande. Que se lixe. Eu adoro ouvir um Decca London, a rodar num Garrard 301, lido por uma Koetsu e braço Ortofon, através, por exemplo dum Radford STA-25, ligado a umas Harbeth LS3.5. Além, do bom som, o sistema está caregadinho de história.
Há melhor? Claro que não !!!
...
Mais um abraço,

Mário

Olà Mario,

não pude resistir em face de um belo texto como este de fazer as correcçoes gramaticais...

Obrigado pela participação

Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 24/4/2010, 18:07

Caro Paulo,

Pronto eu dou o braço a torcer, até porque as »correcções gramaticais« também cá moram. Então fica assim,

Aproveito para confessar que são estes »pequenos« promenores que me fazem admirar ainda mais o som que ouço através dos meus sistemas. Eu sei que talvez não passe de uma carga subjectiva muito grande. Que se lixe. Eu adoro ouvir um Decca London, a rodar num Garrard 301 grease (apesar do Mestre Sugano preferir o 401), lido por uma Koetsu e braço Ortofon, através, por exemplo dum Radford STA-25, ligado a umas Rogers LS3/5a. Além, do bom som, o sistema está caregadinho de história.
Há melhor? Claro que não !!!

Abraço,

Mário

Post Scriptum: Já agora, o disco podia ser o London CS-6734 Suite »Os Planetas«.
PPS: Estou a tentar »estragar« o maldito XOver passivo de umas B&W 801. O sistema de protecção pode ser muito útil em estúdio, mas a mim, complica-me com o sistema nervoso.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 24/4/2010, 19:41

Eu já sabia que iria sair daqui mais uma história fascinante, contada por um homem fascinante. Tive o privilégio de ouvir a historia da Koetsu contada pelo próprio Paulo, (td124) e é de arrepiar a maneira como a conta. O Paulo é uma pessoa que se pode ouvir horas a fio sem o mínimo de cansaço, tal como nas suas breves histórias.

Muito obrigado por uma "breve história" que eu aguardava à muito.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Blink em 24/4/2010, 19:49

Obrigado ao Paulo por mais este legado da história dos fazedores de sons.

Cumpts,
avatar
Blink
Equipa Audiopt - Admin.
Equipa Audiopt - Admin.

Número de Mensagens : 4695
Localização : Porto - Póvoa de Varzim
Interesses : DIY, Fotografia e Viajar
Data de inscrição : 28/05/2007
Pontos/Reputação : 1978

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  luis lopes em 24/4/2010, 21:17


bravo!!!!!!!!
são estas pequenas coisas que me fazem gostar tanto do analogico.
avatar
luis lopes
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2870
Idade : 50
Localização : algueirão
Ocupação : vigilante
Interesses : AUDIO VINTAGE series tv VALVULAS
Data de inscrição : 19/04/2009
Pontos/Reputação : 3120

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  fm&stereo em 24/4/2010, 22:23

Maravilha! É o que posso dizer. Se já pensava comprar outra cabêça, isto ainda me vai ajudar na decisão...
avatar
fm&stereo
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 2443
Idade : 56
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 02/11/2008
Pontos/Reputação : 3118

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  td124 em 26/4/2010, 06:50

M Fernandes escreveu:...Então fica assim,

Aproveito para confessar que são estes »pequenos« promenores que me fazem admirar ainda mais o som que ouço através dos meus sistemas. Eu sei que talvez não passe de uma carga subjectiva muito grande. Que se lixe. Eu adoro ouvir um Decca London, a rodar num Garrard 301 grease (apesar do Mestre Sugano preferir o 401), lido por uma Koetsu e braço Ortofon, através, por exemplo dum Radford STA-25, ligado a umas Rogers LS3/5a. Além, do bom som, o sistema está caregadinho de história.
Há melhor? Claro que não !!!
...


Olà Mario,

estou de acordo!!!, eis um belo exemplo de um sistema classico "velhote", que ainda pode dar grandes bofetadas musicais a muitos de hoje... E um sistema digno de figurar na Breve historia dos grandes sistemas !!!

Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 26/4/2010, 18:51

td124 escreveu:... E um sistema digno de figurar na Breve historia dos grandes sistemas !!!

Até+

Estás a insinuar alguma coisa. Ainda esta não acabou, já estou a pensar na próxima saga.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  fm&stereo em 30/4/2010, 00:09

Já agora aproveito para pedir uma breve opinião sobre quais as melhores opções de cêlula, até um limite de, digamos, 750€. Não é o sítio apropriado, mas...
Algumas das convicções que tenho neste momento são: a Lyra Doriam, a Denon 304. A 304 dizem ser a que melhor prêço/prestação oferece no mescado e para menos de 500€ é uma absoluta pexincha. Acontece que não há muitos utilizadores desta e nem comentadores na net. Daí a minha apreenção.
Qualquer ajuda será bem-vinda.
avatar
fm&stereo
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 2443
Idade : 56
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 02/11/2008
Pontos/Reputação : 3118

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cabeças at´´e 750 euros

Mensagem  sajoao em 30/4/2010, 07:19

Caro Amigo a escolha depende de querer uma opçao MM ou MC.
Tem havido nos ultimos anos grande evoluçao ma produçao de celulas, pelo que eu optaria por uma de fabrico mais recente.
MCs Benz micro ACE p ex Ortofon Rondo (Red, Blue ou Bronze). Dynavector 20x
MMs A nova Clearaudio Maestro (fabulosa)

sajoao
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 134
Idade : 57
Localização : Lisboa
Interesses : Literatura Musica
Data de inscrição : 14/07/2008
Pontos/Reputação : 91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  westernelectric em 30/4/2010, 09:04

Voltando à Koetsu Red, tenho um amigo que tem uma (das actuais) montada, num kenwood L-07d, e o som do conjunto é fabuloso.

westernelectric
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 308
Idade : 55
Localização : Portalegre
Ocupação : Professor
Interesses : hi-fi
Data de inscrição : 29/05/2007
Pontos/Reputação : 109

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  fm&stereo em 30/4/2010, 23:59

Obrigado pelas sugestões.
Quanto à questão de evolução... eu cá não tenho complexos. Tenho a DL103 e bem vejo que não é por acaso que é ainda fabricada ao fim de mais de 40 anos. Basta ver na net, que em qualquer testezinho que se faça a qualquer coisa é já uma espécie de referência. Agora a 304 é que parece andar num cíclo muito restrito, pois apesar de ser já antiguinha, não há muita gente a falar dela.

As minhas deculpas por estar a utilizar este espaço. Se for preciso é deslocar para um tópico do analógico.

Obrigado.
avatar
fm&stereo
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 2443
Idade : 56
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 02/11/2008
Pontos/Reputação : 3118

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 10/6/2010, 18:55

Que saudades que eu tenho duma historiazinha....

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Convidad em 10/6/2010, 19:44

Moi aussi...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  vinyl33 em 10/6/2010, 22:31

António José da Silva escreveu:Que saudades que eu tenho duma historiazinha....

E eu posso dizer o mesmo....
avatar
vinyl33
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 666
Idade : 65
Localização : Vila Nova de Gaia
Interesses : Hi-Fi, Radioamadorismo e Fotografia
Data de inscrição : 28/10/2008
Pontos/Reputação : 1160

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A breve historia das células ...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum