uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Mensagem  Nuno-remix em 20/2/2010, 00:25

amigos o meu contacto a sério com o vinil foi a partir dos meus 16 anos , há há 23 anos atrás , tenho á volta de 100 maxi-singles que não vendo , alguns trazem-me recordações... ui.. aquele maxi que passaste numa festa para 1500 mil pessoas , pois que eu não era o dj vibe e fiz de tudo um pouco casamentos , festas de escola etc. Amigos garanto-vos QUE QUANDO VOU Á "PARTELEIRA 18" e toco em coisas como omd - enola gay /laura branigan - self contol / midnght man - flash and the pain /the cure - boys don´t cry /new worder - tru faith / kizz - i was made for loving you , vou parar senão começo a chorar ... atenção estou a falar de versões maxi , amigos isto é que é amor ao vinil ... abraço
avatar
Nuno-remix
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 203
Idade : 46
Localização : Rio Maior
Ocupação : venda pecas auto
Interesses : musica - filmes - dj -
Data de inscrição : 21/05/2008
Pontos/Reputação : 220

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Mensagem  Nuno-remix em 20/2/2010, 01:20

olha eu na disco residente 1999 , quando passamos música e sentimos que quem está a ouvir está gozar á brava ... então se for para mais de 300 pessoas quase temos "orgasmos" musicais ImageShack http://img694.imageshack.us/img694/403/alaude1999.jpg


Última edição por Nuno-remix em 20/2/2010, 08:54, editado 1 vez(es)
avatar
Nuno-remix
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 203
Idade : 46
Localização : Rio Maior
Ocupação : venda pecas auto
Interesses : musica - filmes - dj -
Data de inscrição : 21/05/2008
Pontos/Reputação : 220

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Mensagem  Convidad em 20/2/2010, 08:49

Tens toda a razão. Tenho vinil comprado por mim desde 1980 e que ainda hoje quando olho para eles me despertam sensações maravilhosas. Estão associados a momentos inesquecíveis. Deixam de ser simplesmente discos, para passarem a ser memórias vivas. E os meus ainda tocam. Muitos deles estão quase imaculados.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Mensagem  Fernando Novais em 20/2/2010, 09:36

Nuno-remix escreveu:amigos o meu contacto a sério com o vinil foi a partir dos meus 16 anos , há há 23 anos atrás , tenho á volta de 100 maxi-singles que não vendo , alguns trazem-me recordações... ui.. aquele maxi que passaste numa festa para 1500 mil pessoas , pois que eu não era o dj vibe e fiz de tudo um pouco casamentos , festas de escola etc. Amigos garanto-vos QUE QUANDO VOU Á "PARTELEIRA 18" e toco em coisas como omd - enola gay /laura branigan - self contol / midnght man - flash and the pain /the cure - boys don´t cry /new worder - tru faith / kizz - i was made for loving you , vou parar senão começo a chorar ... atenção estou a falar de versões maxi , amigos isto é que é amor ao vinil ... abraço

Que saudades
avatar
Fernando Novais
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 2643
Idade : 48
Localização : Gondomar/Porto
Ocupação : Funcionario Publico
Interesses : Musica/Cinema/Vespas
Data de inscrição : 18/02/2008
Pontos/Reputação : 1762

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: uma maneira diferente de lidar com o vinil...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum