LP12, mitos e lendas

Ir em baixo

LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 12/8/2009, 23:39

Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
Nunca tive a oportunidade de ouvir um Sondek de modo a ficar plenamente convencido... Agora foi só limpá-lo, por óleo na chumaceira, meter uma nova correia et voilá, uma Clearaudio Virtuoso Wood que guardo há 3 anos e que nunca consegui gostar num contexto Gyrodec+Technoarm e Champion Ltd+Unify (os meus 2 outros pratos).
Bom, foi simplesmente a melhor fonte analógica que alguma vez passou por minha casa. Não percebo como há gente que se desfaz de peças como o Linn LP12+Ekos. Posso acrescentar que o amplificador de phono foi um modesto Cambridge 640P (um milagre para o preço) ligado a um Accuphase E-408 (qualidade acima de qualquer suspeita e os melhores euros/watt que alguma vez dispendi, entendem?) que dava musica através dumas Proac D15.
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  Convidad em 13/8/2009, 03:40

mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
Nunca tive a oportunidade de ouvir um Sondek de modo a ficar plenamente convencido... Agora foi só limpá-lo, por óleo na chumaceira, meter uma nova correia et voilá, uma Clearaudio Virtuoso Wood que guardo há 3 anos e que nunca consegui gostar num contexto Gyrodec+Technoarm e Champion Ltd+Unify (os meus 2 outros pratos).
Bom, foi simplesmente a melhor fonte analógica que alguma vez passou por minha casa. Não percebo como há gente que se desfaz de peças como o Linn LP12+Ekos. Posso acrescentar que o amplificador de phono foi um modesto Cambridge 640P (um milagre para o preço) ligado a um Accuphase E-408 (qualidade acima de qualquer suspeita e os melhores euros/watt que alguma vez dispendi, entendem?) que dava musica através dumas Proac D15.
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Nunca tive o prato em questão, mas daquilo que tenho ouvido falar, é que bem afinado e com o braço da Ekos toca muito bem. Como muitos dos suspendidos de qualidade (onde incluo o TD 125) os relatos são de um som muito romântico. Só falta investir numa boa alimentação para o mesmo, e tem mais um prato para a vida. Quanto à fonte, depois falamos melhor se assim o entender. Laughing

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  jdickson em 13/8/2009, 07:38

mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
Nunca tive a oportunidade de ouvir um Sondek de modo a ficar plenamente convencido... Agora foi só limpá-lo, por óleo na chumaceira, meter uma nova correia et voilá, uma Clearaudio Virtuoso Wood que guardo há 3 anos e que nunca consegui gostar num contexto Gyrodec+Technoarm e Champion Ltd+Unify (os meus 2 outros pratos).
Bom, foi simplesmente a melhor fonte analógica que alguma vez passou por minha casa. Não percebo como há gente que se desfaz de peças como o Linn LP12+Ekos. Posso acrescentar que o amplificador de phono foi um modesto Cambridge 640P (um milagre para o preço) ligado a um Accuphase E-408 (qualidade acima de qualquer suspeita e os melhores euros/watt que alguma vez dispendi, entendem?) que dava musica através dumas Proac D15.
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Nunca fui possuidor de um Linn Sondek, mas "cresci" com um Rega PLanar 3, à sombra do que lia sobre o mítico LP12. Por isso, relembro-me claramente que o upgrade por excelência em relação aos donos dos LP12 com Valhalla, era a aquisição de uma fonte de alimentação externa, na altura o "Lingo". TODOS eram unânimes em referir os ganhos em focagem e melhoria do que muitos apontavam como o maior defeito do LP12, que era o controle do grave.
Actualmente, muitos donos de LP12 compram fontes de alimentação da Origin Live, que é uma marca inglesa recente (poucos anos), mas que tem "esmagado" a concorrência, particularmente a nível dos braços e, mais recentemente, das PSU. Julgo até que eles têm uma dedicada para o LP12.
A má notícia é que não têm representante em Portugal; a boa notícia é que é fácil encomendar pela net (foi assim que eu comprei o meu braço Origin Live para o Gyrodec).
Cumprimentos

jdickson
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 185
Idade : 54
Localização : Lisboa
Ocupação : mèdico
Interesses : os habituais
Data de inscrição : 28/07/2009
Pontos/Reputação : 328

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  joevalve em 13/8/2009, 18:46

já fui possuidor de um lp12, numa época dificil (economicamente falando para mim), há mais de 20 anos (que tinha adquirido em 2ª ou 3ª mão) e logo que se me deparou a oportunidade despachei-o em alta velocidade pois passava a vida a desafinar. o inglês que o comprou ficou todo contente com a compra e eu também pela mais valia que fiz.

acredito que se fosse hoje, com alguma coisa que sei, se calhar a opção eventualmente seria outra, desde que conseguisse quem o afinasse em condições (sempre fui muito nabo em afinações de gira discos confesso). em 1996 aquando do euro em inglaterra fui com um amigo meu que andava com ideias de lá comprar um. das várias audições que fizemos em londres nem ele nem eu ficamos convencidos da sua mais valia (relação qualidade/preço), mas como tudo na vida são gostos pessoais.

mas como entretanto deixei um pouco de lado o vinil, contento-me com o residente que chega e sobra para as poucas vezes que o ponho a rodar.

cumps

jose mario

joevalve
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 1168
Localização : porto
Ocupação : as válvulas estão de regresso - há vida para além do hi-fi
Interesses : música de carácter politico
Data de inscrição : 29/05/2007
Pontos/Reputação : 1338

https://sites.google.com/site/joevalve/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 13/8/2009, 18:59

jdickson escreveu:
mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
Nunca tive a oportunidade de ouvir um Sondek de modo a ficar plenamente convencido... Agora foi só limpá-lo, por óleo na chumaceira, meter uma nova correia et voilá, uma Clearaudio Virtuoso Wood que guardo há 3 anos e que nunca consegui gostar num contexto Gyrodec+Technoarm e Champion Ltd+Unify (os meus 2 outros pratos).
Bom, foi simplesmente a melhor fonte analógica que alguma vez passou por minha casa. Não percebo como há gente que se desfaz de peças como o Linn LP12+Ekos. Posso acrescentar que o amplificador de phono foi um modesto Cambridge 640P (um milagre para o preço) ligado a um Accuphase E-408 (qualidade acima de qualquer suspeita e os melhores euros/watt que alguma vez dispendi, entendem?) que dava musica através dumas Proac D15.
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Nunca fui possuidor de um Linn Sondek, mas "cresci" com um Rega PLanar 3, à sombra do que lia sobre o mítico LP12. Por isso, relembro-me claramente que o upgrade por excelência em relação aos donos dos LP12 com Valhalla, era a aquisição de uma fonte de alimentação externa, na altura o "Lingo". TODOS eram unânimes em referir os ganhos em focagem e melhoria do que muitos apontavam como o maior defeito do LP12, que era o controle do grave.
Actualmente, muitos donos de LP12 compram fontes de alimentação da Origin Live, que é uma marca inglesa recente (poucos anos), mas que tem "esmagado" a concorrência, particularmente a nível dos braços e, mais recentemente, das PSU. Julgo até que eles têm uma dedicada para o LP12.
A má notícia é que não têm representante em Portugal; a boa notícia é que é fácil encomendar pela net (foi assim que eu comprei o meu braço Origin Live para o Gyrodec).
Cumprimentos

Agradeço as suas sugestões.
Acho que as fontes ou PSU fazem toda a diferença, também na carteira! Começando por esta ultima, tudo o que é Linn tem um preço completamente IRREALISTA! O material da OL é bem cotado mas também não é barato. Sobram 2 opções: a da Hercules (Stamford Audio) e a da Heed. Vou experimentar a Hercules e depois informo!
Cumprimentos.
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 13/8/2009, 19:07

vinilsuporter escreveu:já fui possuidor de um lp12, numa época dificil (economicamente falando para mim), há mais de 20 anos (que tinha adquirido em 2ª ou 3ª mão) e logo que se me deparou a oportunidade despachei-o em alta velocidade pois passava a vida a desafinar. o inglês que o comprou ficou todo contente com a compra e eu também pela mais valia que fiz.

acredito que se fosse hoje, com alguma coisa que sei, se calhar a opção eventualmente seria outra, desde que conseguisse quem o afinasse em condições (sempre fui muito nabo em afinações de gira discos confesso). em 1996 aquando do euro em inglaterra fui com um amigo meu que andava com ideias de lá comprar um. das várias audições que fizemos em londres nem ele nem eu ficamos convencidos da sua mais valia (relação qualidade/preço), mas como tudo na vida são gostos pessoais.

mas como entretanto deixei um pouco de lado o vinil, contento-me com o residente que chega e sobra para as poucas vezes que o ponho a rodar.

cumps

Caro José Mário,
Talvez por sorte, pus a tocar o LP12 sem sequer lhe tocar na suspensão (o GD esteve parado cerca de 2 anos!), e... não senti que a suspensão tivesse alguma influência no som obtido, graves dinâmicos, gama média requintada e focagem dos agudos. Sorte? Por isso afirmo, que continuo a não compreender como alguém se desfaz deste prato! Já agora acrescento que a minha experiência com pratos suspendidos foram Orbe+SMEV e Gyrodec+Technoarm. Tirem as conclusões que quiserem, para mim o Linn mostrou-se globalmente mais musical que qualquer destes 2 pratos que me deram e ainda dão bastante prazer auditivo.
Cumprimentos.

jose mario
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 13/8/2009, 19:12

António José da Silva escreveu:
mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
Nunca tive a oportunidade de ouvir um Sondek de modo a ficar plenamente convencido... Agora foi só limpá-lo, por óleo na chumaceira, meter uma nova correia et voilá, uma Clearaudio Virtuoso Wood que guardo há 3 anos e que nunca consegui gostar num contexto Gyrodec+Technoarm e Champion Ltd+Unify (os meus 2 outros pratos).
Bom, foi simplesmente a melhor fonte analógica que alguma vez passou por minha casa. Não percebo como há gente que se desfaz de peças como o Linn LP12+Ekos. Posso acrescentar que o amplificador de phono foi um modesto Cambridge 640P (um milagre para o preço) ligado a um Accuphase E-408 (qualidade acima de qualquer suspeita e os melhores euros/watt que alguma vez dispendi, entendem?) que dava musica através dumas Proac D15.
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Nunca tive o prato em questão, mas daquilo que tenho ouvido falar, é que bem afinado e com o braço da Ekos toca muito bem. Como muitos dos suspendidos de qualidade (onde incluo o TD 125) os relatos são de um som muito romântico. Só falta investir numa boa alimentação para o mesmo, e tem mais um prato para a vida. Quanto à fonte, depois falamos melhor se assim o entender. Laughing

Caro José António,
Além do romantismo também arrebata pela dinâmica e apresentação da musica, seja ela acustica ou eléctrica!
Para já mandei vir uma fonte da Hercules para o motor AC, depois informo se há melhorias relativamente à Vahalla.
Sempre à disposição.

Cumprimentos.
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  MikeF em 13/8/2009, 19:56

Bad idea...

Modificação da Origin Live com um motor DC Idea

Ou então a ultima da Linn que tb usa DC - a Radikal - mas era capaz de apostar que é bem mais cara que a da Origin Live.
avatar
MikeF
Profissional
Profissional

Número de Mensagens : 236
Data de inscrição : 28/05/2007
Pontos/Reputação : 314

http://www.ZenAudio.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  Prof em 13/8/2009, 20:08

Já tive um LP12 e na realidade a questão da afinação foi o que me levou a vende-lo passado algum tempo, entre outras...mas IMHO o LP12 funciona bem com o setup da linn completo, Akiva, Linto e Lingo e claro Itok, caso contrário torna-se complexo o setup a montar...na altura virei-me para outra solução e não me arrependo de o ter feito, ganhei em tudo no meu setup!
avatar
Prof
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 1883
Idade : 42
Localização : Fernão Ferro
Ocupação : Professor
Interesses : Longboard, Audiofilia, Viajar
Data de inscrição : 28/05/2007
Pontos/Reputação : 78

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  td124 em 13/8/2009, 21:19

mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
...
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Olà,

fui proprietario de alguns LP12 no passado. O upgrade ultimo é o PinkLink feito pela Funk que é a copia do antigo PinkLink da Pink Triangle. Este upgrade transforma o LP12 numa especie de Anniversary. Motor DC, com geometria a sete horas, contraplaca e placa de cima em carbono hybrido, motor suspendido, alimentaçao por bateria... O upgrade ultimo desde sempre Wink

Uma pergunta: porquê utilisar o termo mitos e lendas para falar do LP12 Question

Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 13/8/2009, 22:54

td124 escreveu:
mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
...
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Olà,

fui proprietario de alguns LP12 no passado. O upgrade ultimo é o PinkLink feito pela Funk que é a copia do antigo PinkLink da Pink Triangle. Este upgrade transforma o LP12 numa especie de Anniversary. Motor DC, com geometria a sete horas, contraplaca e placa de cima em carbono hybrido, motor suspendido, alimentaçao por bateria... O upgrade ultimo desde sempre Wink

Uma pergunta: porquê utilisar o termo mitos e lendas para falar do LP12 Question

Olá,
Muito simples a resposta: se perguntarmos a 50 Linnistas de LP12 temos 50 opiniões sobre afinações, upgrades, etc.
Alguns tiram-lhes as tampas, outros tiram-lhes as bases de MDF, outros colocam-nos em mesas de cartão ultra-leves, enfim há gostos para tudo!
Claro que eu também gostava de ter um Radikal, um Keel, etc, etc, só que isso custa os olhos da cara... acho que procurar melhorias "subjectivas" não deve significar investir milhares de euros. Eu só me interessa a música... prefiro investir numa boa gravação de vinil que me custa pouco mais de 25 € e tenho um resultado imediato! Às vezes aconselho alguns ditos "audiófilos" a mudarem de casa pois as salas também são uma das componentes do sistema. Outros preocupam-se com as suspensões e afinações quejandas e nem sabem comprar células compatíveis com capacitâncias e impedâncias dos cabos e prés de fono!!!! Assim a Linn enriquece com todo o marketing em que são especialistas. O Sr. da Funk também vende, a preços altíssimos, muitas ilusões... será por isso que já faliu 2 ou 3 vezes?
Cumprimentos.

Até+
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  td124 em 13/8/2009, 23:39

mr_niceguy escreveu:
td124 escreveu:
mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
...
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Olà,

fui proprietario de alguns LP12 no passado. O upgrade ultimo é o PinkLink feito pela Funk que é a copia do antigo PinkLink da Pink Triangle. Este upgrade transforma o LP12 numa especie de Anniversary. Motor DC, com geometria a sete horas, contraplaca e placa de cima em carbono hybrido, motor suspendido, alimentaçao por bateria... O upgrade ultimo desde sempre Wink

Uma pergunta: porquê utilisar o termo mitos e lendas para falar do LP12 Question

Olá,
...
Assim a Linn enriquece com todo o marketing em que são especialistas. O Sr. da Funk também vende, a preços altíssimos, muitas ilusões... será por isso que já faliu 2 ou 3 vezes?
Cumprimentos.

Até+

Nao, nao, se o Arthur Koubéssérien vende-se ilusoes ele seria rico, como alguns outros. Nao o homem é um artista, um verdadeiro o que se tornou raro na Alta Fidelidade. E é conhecido que os verdadeiros artistas nao sabem ganhar dinheiro...

Mas acredite que o PinkLink funciona muito bem e transforma o LP12 em algo proximo de um Pink Triangle, mesmo se é caro Wink

Fora o PL, nao conheço upgrade verdadeiramente decisivo para um LP12, mas posso estar enganado...

Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  mr_niceguy em 14/8/2009, 00:12

td124 escreveu:
mr_niceguy escreveu:
td124 escreveu:
mr_niceguy escreveu:Herdei um LP12+Ekos+Vahalla que julgo ser dos finais de 80.
...
Alguém me pode relatar a sua experiência com prato+braço idêntico e quais os possíveis upgrades (mais gasolina para esta fogueira...)?
Obrigado.

Olà,

fui proprietario de alguns LP12 no passado. O upgrade ultimo é o PinkLink feito pela Funk que é a copia do antigo PinkLink da Pink Triangle. Este upgrade transforma o LP12 numa especie de Anniversary. Motor DC, com geometria a sete horas, contraplaca e placa de cima em carbono hybrido, motor suspendido, alimentaçao por bateria... O upgrade ultimo desde sempre Wink

Uma pergunta: porquê utilisar o termo mitos e lendas para falar do LP12 Question

Olá,
...
Assim a Linn enriquece com todo o marketing em que são especialistas. O Sr. da Funk também vende, a preços altíssimos, muitas ilusões... será por isso que já faliu 2 ou 3 vezes?
Cumprimentos.

Até+

Nao, nao, se o Arthur Koubéssérien vende-se ilusoes ele seria rico, como alguns outros. Nao o homem é um artista, um verdadeiro o que se tornou raro na Alta Fidelidade. E é conhecido que os verdadeiros artistas nao sabem ganhar dinheiro...

Mas acredite que o PinkLink funciona muito bem e transforma o LP12 em algo proximo de um Pink Triangle, mesmo se é caro Wink

Fora o PL, nao conheço upgrade verdadeiramente decisivo para um LP12, mas posso estar enganado...

Até+

Não sei se o homem é ou não artista, teve uma obra reconhecida que eu conheço bem e concordo que foi o Anniversary a baterias!
Sobre os upgrades ele pegou em várias ideias já desenvolvidas por outros para lhes dar um novo ar no PL. Sabe os preços? Considera-os razoáveis? Quase que seria melhor comprar um novo LP12 SE!!!!!!!!!! dou-lhe outra nota: aonde é que já eu vi a placa em carbono híbrido? Não foi na Cetech? Só que custa o triplo!
Cumprimentos.
avatar
mr_niceguy
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 482
Idade : 61
Localização : Vila Nova de Gaia
Data de inscrição : 12/08/2009
Pontos/Reputação : 293

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  Braga em 18/8/2009, 12:36

Gira discos que toca de variadas maneiras conforme a sua afinação. Do extraordinário ao mediocre. Quando a 100 % ( Sr. Rui Borges trata-lhe da saúde e aconselha-o a eventuais upgrades ) pode deixar ficar em si o chamado sindroma LINN LP12 ! Quem já ouviu este aparelho a 100 % e fica indiferente têm que ir rápidamente ao Otorrino. Aparelhos que me ficaram na memória : LP12 , Sonus Faber Extrema , Sonic Frontiers SFL2 / SFD2 ,Thiel Cs2 2 , Jadis Defy , Mark Levinson 27.5 e o fabuloso 30/31 e mais alguns oriundos lá das américas !
As melhores audições e um abraço,

Braga

Braga
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 8
Idade : 48
Localização : Mem Martins
Ocupação : Vigilante
Interesses : Musica, desporto, electronica audio
Data de inscrição : 06/02/2009
Pontos/Reputação : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  td124 em 19/8/2009, 06:49

mr_niceguy escreveu:
td124 escreveu:
...

Mas acredite que o PinkLink funciona muito bem e transforma o LP12 em algo proximo de um Pink Triangle, mesmo se é caro Wink

...

Até+

Não sei se o homem é ou não artista, teve uma obra reconhecida que eu conheço bem e concordo que foi o Anniversary a baterias!
Sobre os upgrades ele pegou em várias ideias já desenvolvidas por outros para lhes dar um novo ar no PL. Sabe os preços? Considera-os razoáveis? Quase que seria melhor comprar um novo LP12 SE!!!!!!!!!! dou-lhe outra nota: aonde é que já eu vi a placa em carbono híbrido? Não foi na Cetech? Só que custa o triplo!
Cumprimentos.

Sim conheço os preços (aqui em França), e um LINN com o PL completo é mais barato que o preço em 1995 de um PT Anniversary, a cada um de ver em funçao das suas exigencias e do seu bolso se é razoavel ou nao. A contraplaca em carbono custa à volta de 700€ e jà é um grande upgrade. No entanto hà que ver uma particularidade neste upgrade:
Se està contente com o LP12 de origem nao se deve fazer este upgrade pois o som serà profundamente modificado. O PinkLINK destina-se às pessoas que querem um som mais preciso, leve e mais feminino no LP12, ou seja uma nova escuta, mais proxima do som Pink Triangle que do som LINN...

Até+
avatar
td124
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 585
Localização : França
Ocupação : Audio designer
Interesses : Tudo o que desperta a alma...
Data de inscrição : 14/02/2009
Pontos/Reputação : 875

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  Convidad em 19/8/2009, 11:47

Aqui vai um link com muita informação, perguntas, tweaks, e diy para o linn lp12. Very Happy

http://www.vinylsa.co.za/linnsondeksetup.htm#tweaks

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: LP12, mitos e lendas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum