O meu sistema principal

Ir em baixo

O meu sistema principal

Mensagem  peg em 9/8/2009, 09:09

CD transporte: TEAC P-10
DAC: Proceed
Pré e Amplicador: YBA Passion 300
Colunas: ELAC 600
Tuner: Cambridge Audio T50

DVD (usado apenas como transporte): Marantz DVD 7001
Projector Video: SANYO Z60
Ecrã: Lusoscreen

Cabos: estão lá (são uma data deles)
Ligação à corrente: SUPRA MD06

Pela noite dentro:
Shennheiser HD-650
Darkvoice
avatar
peg
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 9
Idade : 57
Localização : Setúbal
Ocupação : Hard worker
Interesses : Fotografia, Música, Literatura
Data de inscrição : 28/01/2009
Pontos/Reputação : 30

http://pauloguimas1960.spaces.live.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  Convidad em 9/8/2009, 10:00

Antes que chovam os pedidos, vou-te já avisar que a malta vai-te pedir as fotos do costume Laughing
São uns coscuvilheiros, e não lhes chega ler, querem ver bounce bounce (e eu também)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

O nome e a coisa...

Mensagem  peg em 29/12/2009, 02:13

Segue então a imagem da coisa... os nomes estão em cima.



Alguns esclarecimentos adicionais:
1. As Elac tocam melhor sem as "tampas" de rede, embora fiquem com aquele aspecto "alemão" (de objecto industrial)
2. No tampo superior está o leitor de CD (transporte) e o processador de audio digital (cinzento) que, na altura em que tirei a foto, estava a servir o sinal de audio que sai do Marantz em PCM.
4. O Marantz, apesar de ler SACDs e quejandos, serve apenas para ler DVDs e enviar o sinal de video por HDMI para o projector (não está na foto).
3. Ao lado do DAC está uma caixa negra (vinha com uma água-de-colónia) e que agora serve apenas para arquivo de CDs. Outros dois arquivos estão em cima da mesa...
4. Sobre o leitor de DVDs está o receptor de radio (o T90 da Cambridge Audio) que mal se vê porque é negro e estava desligado.
5. Ao lado está o amplificador para os auscultores (pequena caixa negra com válvulas). Os ditos estão arrumados na caixa cinzenta (sob o aparelho de tv).
5. Em baixo está o YBA (ligado)
6. Rente ao solo está a secção dos "DVDs a ver" ou a arquivar...
7. O móvel é de concepção pessoal
8. A foto não teve quaisquer melhoramentos especiais e foi tirada sem flash, num dia de chuva, janelas amplas abertas e apenas com as luzes acesas da sala, com uma grande angular.
9. A árvore de Natal no canto não tem propriedades acústicas especiais, deve-se à época do ano.
avatar
peg
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 9
Idade : 57
Localização : Setúbal
Ocupação : Hard worker
Interesses : Fotografia, Música, Literatura
Data de inscrição : 28/01/2009
Pontos/Reputação : 30

http://pauloguimas1960.spaces.live.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Correcção

Mensagem  peg em 29/12/2009, 02:22

As Elac são as FS 249 (as minhas desculpas pelo lapso inicial)
avatar
peg
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 9
Idade : 57
Localização : Setúbal
Ocupação : Hard worker
Interesses : Fotografia, Música, Literatura
Data de inscrição : 28/01/2009
Pontos/Reputação : 30

http://pauloguimas1960.spaces.live.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  Fernando Novais em 29/12/2009, 02:28

Muito bem peg Nao podia ser explicito
avatar
Fernando Novais
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 2643
Idade : 49
Localização : Gondomar/Porto
Ocupação : Funcionario Publico
Interesses : Musica/Cinema/Vespas
Data de inscrição : 18/02/2008
Pontos/Reputação : 1762

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  Convidad em 29/12/2009, 08:41

Se não for pedir demais, umas fotos individuais dos aparelhos seria louvável.
Belos brinquedos, espero que te dêem muitas horas de prazer. Só falta aí a parte analógica na forma de um gira discos.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Porquê o digital

Mensagem  peg em 29/12/2009, 17:42

Caro António,

Até recentemente mantive a fonte analógica no activo, em grande parte porque tinha algumas gravações em vinil que não conseguia obter em digital. Tinha como fonte uma velha glória do início dos anos '80, um gira-discos da Philips, que mais tarde levei ao Rui Borges que tratou dele e fez milagres. Na ocasião, creio que tive oportunidade de conhecer as capacidades de reproduçao em vinil.
Acontece que o vinil é uma amante exigente: é preciso lavar os discos volta e meia, tratá-los com muito cuidado para evitar a "fritadeira" ao fim de alguns anos. Enfim, é em si mesmo um hobby. Para não falar no desgosto que temos quando surge um risco enervante e persistente que, em mim, enerva e corta todo o prazer de uma boa audição.
Acontece que gosto de música clássica e, como sabe, nela o silêncio e as abundantes passagens com diminuida altura de som são fundamentais. E é aqui que os problemas de conservação do vinil no longo prazo vêm à tona. Para quem gosta de Pink Floyd, música dita popular ou de discoteca e coisas assim o problema até pode ser menor. Mas no meu caso não é.
Aconteceu ainda que, com esta coisa da Internet e de termos acesso às melhores lojas do mundo de venda de discos a partir de casa, acabei por encontrar as minhas excelentes gravações, algumas delas compradas (e fabricadas!) ainda em Moçambique no início dos anos '70... mas em formato digital (CD).
E, entretanto, houve casas editoras que fizeram coisas extraordinárias com velhas (e novas) gravações, como as da etiqueta RCA Victor Gold Seal, por exemplo, que passaram a comercializar em CD.
Admito que optar pelo CD sai caríssimo, se quisermos chegar ao nível do vinil. Por isso, há cerca de dez anos optei por comprar um bom DAC (Proceed) em segundíssima mão, pois claro! E na mesma altura, comprei aquele tijolo da TEAC, nas mesmas condições. Já têm vinte anos mas batem aos pontos o novo marantz a tocar em SACD! A diferença vem ao de cima em menos de um minuto... É claro que o problema não está no formato SACD mas na minha falta de "tempo" para comprar um tranporte decente. Mas, novamente, trata-se de um investimento que não compensa pois a quantidade de oferta em formatos SACD é mediocre...
No final, trata-se de um "problema" de mercado. Para mim, a questão coloca-se desta forma: onde encontrar a gravação dos Romances de Beethoven interpretada por Yehudi Menuhin (que eu tinha em vinil, mas em mau estado)? Onde encontrar o Concerto de Varsóvia de R. Addinsell? A opção, portanto, não é a de saber se a mesma gravação toca melhor num ou noutro formato, mas a de saber em que formato existe a música que eu quero ouvir.

(É, no fundo, a mesma razão que me levou a não optar pelo Blue-Ray e os 5 canais. Para quem gosta do Homem Aranha, o meu sistema é incompreensível. Mas para gosta de cinema, talvez faça algum sentido. Assim como a ausência do "Meo", aqui testado durante breves instantes. E acontece aqui perto de casa consigo alugar DVDs baratinhos mas não Blue-Rays... A diferença de qualidade face à imagem e som vinda pelo cabo da companhia compensa largamente o esforço da deslocação).

E, voltando ainda à questão inicial, se o CD perde em dinâmica e em "espacialidade" (serão os termos correctos?), parece que ganha em detalhe e transparência, um "trade off" que consigo suportar... Por isso, quase metade do "tempo" que gastei no meu anterior sistema, que contava com umas Thiel low profile, foi com essas duas caixas que ainda mantenho. Um conselho que dou é que, se tiverem de optar pelo CD e tiverem problemas orçamentais, não economizem nos elementos que compõem a fonte de reproduçao (cabos incluidos, claro)... e preparem-se para gastar mais do que se optarem pelo vinil.
Em minha opinião, a lógica das tecnologias e dos mercados é ainda mais paradoxal no caso da fotografia, onde este caso encontra alguma analogia, pois, muito embora a processo reversível (película de sais de prata) bata largamente aos pontos o processo digital, o facto é que o digital está aí... para alegria de todos.
Enfim, perdoe-me a extensa mensagem, apenas justificada pelo seu empenhamento "militante" (e que é de louvar) em defesa do vinil. Quem, sabe se, com a proliferação da chamada pirataria informática, as grandes companhias não voltam a apostar nesse objecto pessoal e intransmissível e colocam o CD em pousio...?
avatar
peg
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 9
Idade : 57
Localização : Setúbal
Ocupação : Hard worker
Interesses : Fotografia, Música, Literatura
Data de inscrição : 28/01/2009
Pontos/Reputação : 30

http://pauloguimas1960.spaces.live.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  Convidad em 29/12/2009, 18:21

Concordo com muito do que diz, em especial para um amante da clássica. E sobretudo gostei do seu post.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  luis lopes em 29/12/2009, 19:56

belas maquinas!
avatar
luis lopes
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2870
Idade : 51
Localização : algueirão
Ocupação : vigilante
Interesses : AUDIO VINTAGE series tv VALVULAS
Data de inscrição : 19/04/2009
Pontos/Reputação : 3120

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  longplay em 30/12/2009, 20:32

Parabéns.. belo sistema..

Quanto à música clássica também partilho da vossa opinião.. os títulos em vinyl são difíceis de arranjar.. vou conseguindo alguns nos leilões e mercado de usados... Em links que têm disponibilizado no fórum, nomeadamente alemães, também se encontra alguma coisa..

Um abraço e boa música... e um bom ano de 2010...
avatar
longplay
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 616
Idade : 39
Localização : Batalha
Data de inscrição : 12/04/2009
Pontos/Reputação : 791

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O meu sistema principal

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum