ZZ TOP

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ZZ TOP

Mensagem  Convidad em 13/2/2008, 10:19

ZZ TOP

Os ZZ Top surgiram no final dos anos sessenta, no Texas, EUA. A formação original veio da banda Moving Sidewalks, formada por Billy Gibbons na
guitarra, Lanier Greig no baixo e Dan Mitchell na bateria. Com esse trio eles gravaram o primeiro álbum da banda, “Salt Lick”,ou " ZZ Top’s First Album" basicamente blues. Após as gravações, Greig é demitido e em seu lugar entra Bill Ethridge. O próximo a sair foi Mitchell, substituído por Frank Beard e pouco tempo depois foi a vez de Ethridge dar seu lugar a Dusty Hill. Essa é a formação que dura até hoje.

No início, os ZZ Top faziam parte de uma onda de bandas de boogie que faziam turnês pelo país, o que serviu para formar uma legião de fãs. O álbum seguinte, “Rio Grande Mud”, trouxe o primeiro hit da banda, a música “Francine”. A fusão do blues, country e do rock se daria em “Tres Hombres”.
É com ele que o ZZ Top conquista seu primeiro disco de platina. Com os discos “Fandango” e “Tejas” a banda não consegue manter o nível dos discos anteriores e decide parar por um tempo.

Em 1979, retornam com “Deguello”, considerado um dos melhores da carreira. Nesta época, surgem as características barbas compridas, cultuadas por Gibbons e Hill ao mesmo tempo, por coincidência e também os óculos escuros e as longas capas. Curiosamente, o único a não ter barba é justamente aquele que tem a palavra barba no nome, o baterista Frank Beard. Com este visual a banda conquistaria de vez a América. Em “El Loco”, de 1981,
se nota pela primeira vez a influência da tecnologia que se tornaria característica do ZZ Top. O próximo trabalho confirmaria a popularidade da banda: “Eliminator” foi o álbum que mais vendeu na carreira dos texanos, mais de 11 milhões de cópias só nos Estados Unidos. “Afterburner”, apesar de não
bater as vendas de seu antecessor, teve sucesso.

Em seguida, a banda tira férias novamente, retornando em 1990 com “Recycler”, mais pesado que os antecessores. Em 1991 lançam uma coletânea com os maiores sucessos e conseguem um contrato com a BMG discos.

Pelo novo selo, aparecem os trabalhos “Antenna”, “Rhythmeen” e “XXX”.. Durante toda a carreira, o ZZ Top ficou famoso pelas óptimas apresentações ao vivo e também pelos vários recordes de bilheteria nas tournês americanas.

No que diz respeito a personalidade dos velhos tempos o album dos ZZ Top de 1996 album, "Rythmeen" foi considerado um dos seus melhores, e Gibbons apelidou-o de "first pure trio record of our career," o 1º disco do trio puro, já que apenas tocaram os 3. Esse regresso ao som antigo mais puro e duro continuou no album seguinte de1999, "XXX", que celebrou o seu 30º anniversario.

Mais de 100 concertos no "XXX Tour" com  convidado especial os Lynyrd Skynyrd. A digressão continuou por Julho de 2000, no entanto devido a doença de  Dusty Hill' os concertos foram cancelados.

Em 2001,os  ZZ Top  tocaram no show da tomada de posse do presidente George W. Bush, e regressaram ao estudio para trabalhar num novo album.
2003, e 2004 vêm aparecer os albuns , Mescalero;  Chrome, smoke & BBQ, e  Rancho Texicano.

Os ZZ Top são hoje  o único grupo dos "grandes" que conserva intacta a sua formação ao fim de mais de 3 décadas.

Em  16 de Março de 2004, os 3 ZZTop viram o seu nome ser inscrito  no Rock & Roll Hall of Fame.

Discografia completa:

Rancho Texicano (2004)
Chrome, Smoke & BBQ (2003)
Mescalero (2003)
XXX (1999)
Rhythmeen (1996)
Antenna (1994)
One Foot In The Blues (1994)
Greatest Hits (1992)
Recycler (1990)
3CD - The ZZ Top Sixpack (1987)
Afterburner (1985)
Eliminator (1983)
El Loco (1981)
Deguello (1979)
The Best Of ZZ Top (1977)
Tejas (1976)
Fandango (1975)
Tres Hombres (1973)
Rio Grande Mud (1972)
ZZ Top’s First Album (1970)


Embora nunca tenham conseguido um grande reconhecimento mundial (sendo praticamente desconhecidos fora dos Estados Unidos) a banda ZZ Top possui seguidores fiéis. Sua mistura simples e eficiente de blues, country e rock and roll, aliada às letras e visual bem humorados, arrebata fãs dedicados.

O visual da banda é marcado pelas barbas imensas (o baterista chegou a usar uma barba postiça nos primeiros anos de carreira), indefectíveis bonés de golfistas e o clássico hot-road (um Cadillac modificado) que acompanha a banda nas suas apresentações. O tema das músicas basicamente são mulheres, carros, cerveja e rock and roll.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

zztop

Mensagem  ultrasom em 13/2/2008, 11:33

...grande banda...imprescindível em qualquer admirador de bom e excelente rock
avatar
ultrasom
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 352
Data de inscrição : 07/11/2007
Pontos/Reputação : 75

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Paulo André em 13/2/2008, 11:50

Ainda há uns dias estive a ver o Rides no discovery onde estavam a construir um hot rod para a namorada do Billy Gibbons, mostraram o carro dos videos, o Eliminator (o carro tem o mesmo nome do album de 1983) e passaram excertos dos videos deles, foi excelente.
Grande banda, Rock Rules :partyman:

_________________
Cumprimentos
Paulo André

Sistema
LCD Samsung LE37S62B + WD TV Live Hub + PS3
Fonte analógica: Thorens TD160MKII + Rega Bias + Norbert c/ regulação RIAA
Fontes digitais: Pioneer PD-S703 + Sony ST-SA3ES + Sony MDS-JB930QS
Amplificador: Classic 16.0 / Antique Sound Lab MG-PPSL6 + Antique Sound Lab AQ-2004
Colunas: Davis Acoustics Stentaure LE + Straightwire Waveguide 8
Filtro de Sector DIY
Sennheiser HD205
avatar
Paulo André
Equipa Audiopt - Admin.
Equipa Audiopt - Admin.

Número de Mensagens : 5956
Idade : 44
Localização : Barreiro
Ocupação : Ferroviário
Interesses : Audio DIY
Data de inscrição : 19/12/2007
Pontos/Reputação : 3208

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Convidad em 13/2/2008, 12:03

Sem dúvida a melhor banda de rock, do sul dos Estados Unidos. Guitarras, riffs, vozes, ao melhor nivel, e puro.
Tenho pena de nunca os ter visto ao vivo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  jpatatas em 24/2/2008, 15:10

E como são uma banda oriunda do texas, são neste momento pagos para não porem término á banda, só isso revla o quanto essa banda é querida.
avatar
jpatatas
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 132
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Tentar manter-me desocupado
Interesses : Musica, Fotografia e Karts
Data de inscrição : 29/05/2007
Pontos/Reputação : 9

http://www.moraisecamara.com/index.php?page_id=home

Voltar ao Topo Ir em baixo

ZZTOP

Mensagem  Convidad em 24/2/2008, 17:54

jpatatas escreveu:E como são uma banda oriunda do texas, são neste momento pagos para não porem término á banda, só isso revla o quanto essa banda é querida.
Não sabia disso, são pagos?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  jpatatas em 25/2/2008, 20:35

Sim são pagos, porque porque é a unica banda de renome no texas, e ao falr de ZZ Top estás a falar de texas é uma forma de publicidade á cidade um excelente cartão de visita.e a unica q mantêm os mesmos membros desde o inicio.
E merecem pelo que conseguiram até hoje.
Uma Banda de excelencia.
avatar
jpatatas
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 132
Idade : 49
Localização : Lisboa
Ocupação : Tentar manter-me desocupado
Interesses : Musica, Fotografia e Karts
Data de inscrição : 29/05/2007
Pontos/Reputação : 9

http://www.moraisecamara.com/index.php?page_id=home

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Convidad em 18/4/2008, 10:06

Grande noticia:

SBSR Porto com Jamiroquai e ZZ Top

Cartaz da «manga» portuense do festival está quase completo. Saiba aqui todos os nomes.

Na conferência de imprensa desta tarde, foram anunciadas as actuações de Xutos e Pontapés com a Orquestra de Jazz do Hot Club, ZZ Top, James, David Fonseca e Crowded House, para 4 de Julho.

A 5 de Julho, tocam no Porto Jamiroquai, Clã e Jorge Palma. Mais dois nomes, ambos internacionais, serão anunciados pela Música no Coração nos próximos dias.

Os bilhetes para o Super Bock no Super Rock no Porto custam entre 35 euros (um dia) e 60 euros (dois dias).

Todos os concertos acontecem no Parque da Cidade. O Parque de Campismo da Prelada acolherá os interessados em pernoitar no local, detentores de bilhete para o festival. O transporte entre campismo e recinto do festival é gratuito.

Para a «edição» lisboeta do festival SBSR, encontram-se confirmadas actuações de Iron Maiden e Slayer. Os bilhetes para os concertos no Parque Tejo custam entre 40 euros (um dia), 70 euros (dois dias) e 80 euros (Porto + Lisboa, limitado a 1000 bilhetes).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Convidad em 6/5/2008, 00:21

Achegas...



O quarteto influente da veia artística dos ZZ TOP é datado da década de 60, onde encontramos os sulistas Lynyrd Stynyrd (referenciados pelo companheiro Shade), Allmond Brothers e o mais genuíno grupo de blues rural branco de Chicago - Canned Heat -, e os britânicos Status Quo. Cônscios de que o rock sulino puro nunca vingará além-fronteiras, e apesar de manter-se fiel ao boogie rock, com intuito de melhorarem regularmente de disco em disco, optam por um ligeiro afastamento da sonoridade das suas origens, enveredando pela receita dos grupos de sucesso do rock comercial dos anos 70.

Visto isso, 1973 é o ano promissivo dos «Tres hombres», que com apenas vinte e poucos anos, assinam o álbum com duração de 33:26, cuja capa em formato vinil é como uma porta que se abre para mostrar o prato mexicano que dá nome ao disco, do qual emerge o sucesso «La grange», construído com base em incomuns vozes murmurantes e num simples e soberbo riff de John Lee Hooker (situação assumida pelo guitarrista Bill Gibbons).

Decorridos dez anos, o progressivo trabalho de composição do grupo é universalmente reconhecido em «Eliminator», que com a adição de caixas de ritmos e da exemplar locação descrita pelo baixo de Dusty Hills (notável na faixa «Thug»), origina a designada sonoridade blues disco presente nas décadas 80 e 90. Com quase 46 minutos, o álbum vendeu 11 milhões de cópias, derivado à insistente promoção dos videoclips dos singles «Gimme all your lovin`», «Sharp dressed man» e «Legs» na MTV, onde aqueles homens de meia-idade eram olhados como figuras simpáticas por exporem o machismo irónico (temática predilecta da banda) nas histórias que cruzam automóveis e raparigas, porque, segundo o baterista Frank Beard, "as raparigas eram muito mais bonitas que nós e que o carro". Não obstante o álbum nunca ter ocupado o cume da tabela norte-americana, posicionou-se no número 9 e manteve-se no Top 20 durante mais de um ano. Outro contribuinte factor para o êxito do disco, foi a memorável participação da banda em The Tonight Show com Johnny Carson de barbas compridas.

Em Outubro de 1985, surge «Afterburner» - uma aposta ganha pelo quarto membro não oficial da banda, o já muito experiente produtor Bill Ham, que concedeu uma sonoridade mais macia e aguda, perfeitamente adequada para a rádio americana da época, que divulgou os 4 singles extraídos. Apesar do álbum conter sons oriundos de sintetizadores e caixas de ritmos, a ficha técnica do mesmo somente referência guitarras, baixo e bateria como únicos instrumentos utilizados, pretendendo, assim, desvalorizar as críticas provenientes dos conservadores fãs do grupo. Contudo, à custa do uso da tecnologia, este trabalho chegou a n.º 4 nos 100 Melhores da Billboard e foi nomeado na categoria de Grammy para Melhor Vocal Rock.

Por ultimo, os ZZ Top chegaram a contar com os respeitáveis serviços do arranjador e produtor Dave Stewart (Eurythmics).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Convidad em 6/5/2008, 10:23

Muito bom :partyman:

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ZZ TOP

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum