Pink Triangle LPT com esteroides!

Ir em baixo

Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  rjbv17 em 31/12/2013, 19:50

Como prometido, deixo-vos aqui os detalhes da minha última incursão no diy: o meu GD Pink Triangle LPT.
Penso que a malta do analógico deve estar a pensar o que me deu para pegar num GD de entrada de gama e fabricado há mais de 20 anos e investir tanto no dito. Bom, francamente não tenho bem presente mas penso que foi por gostar muito da sonoridade do mesmo no seu estado standard, sobretudo do som neutro que produzia. Lembro-me de ter ouvido na altura outras máquinas muito mais caras e atualizadas mas, ...
Adquiri-o no ano 2000, no mercado de retomas. "Namorei-o" uns meses e por fim lá me decidi. Não passou despercebido cá em casa e levei o raspanete do costume, até porque o Micro Seiki ainda cá estava (e estará - é para outro projeto) e, por muito que explicasse que estava com problemas, a mensagem não passou (na altura).
Até ao presente fui fazendo algumas alterações e confesso que não me arrependi; a base de trabalho era mesmo muito boa. Dou-vos conta a seguir da configuração atual.

PLINTO
Está praticamente de origem. Apenas foi alargada a passagem do braço e cabos e foi preparada para levar os pés (muito pouco discretos, não?) da Isonoe.

 

SUSPENSÃO DA PLACA
Sem alteração. Foram mantidos os silent block ("sinoblocos" em português para qualquer mecânico) de origem.



PLACA
É onde está apertada a chumaceira e onde é fixado o braço. De origem é feita em MDF de densidade média e com 25 mm de espessura e possui entalhes de forma não regular para eliminar ressonâncias. Aqui as mudanças foram grandes. Cedo me apercebi que o azimute da cabeça não estava correto e como tinha um Rega RB300, a única possibilidade era calçar a base, o que nunca resultou em pleno devido à elevada espessura da placa e a baixa tolerância do furo de passagem da coluna do Rega que não permitiam grandes ajustes. Mais tarde descobri que a origem do azimute errado estava na própria placa, que empenou devido ao entalhe.

Em 2004 mandei fabricar uma nova placa na DAGOL, não em MDF mas em acrílico e sem entalhes (cerca de 5 vezes mais pesada e material denso e neutro). Recentemente recorri à ACRILUZ (em VNGaia) para a abertura da caixa e fabrico de "armboards" para 4 braços (Piezo PU-402, Rega RB300, Michell Tecnoarm e SME 309.



CHUMACEIRA
Descobri num outro Fórum onde também participo uma secção dedicada aos Pink Triangle (http://www.vinylengine.com/turntable_forum/viewforum.php?f=45&sid=34e1849c88ff79eafa66aa3123f8d38e) e fiquei a saber que em Inglaterra o antigo fabricante das chumaceiras para os PT mantinha a assistência aos equipamentos. Levou uma safira nova na base assim como a esfera, e veio também com o novo "clamp". True Point é o nome da firma (http://www.true-point.co.uk/index.htm).

   

MOTOR E SISTEMA DE CONTROLO
Em 2005 a placa de controlo do motor c.a. AIRPAX original começou a pregar partidas. As opções não eram muitas e as que havia no mercado eram muito caras, o que levou a instalar o kit Advanced da Origin Live com o motor c.c. DC100 e fonte de alimentação standard. Este ano resolvi fazer o upgrade da placa de controlo e da fonte de alimentação.

PRATO
Levou apenas o "mat" Achromat 5 mm da Funk Firm.

BRAÇO E CABEÇA
Depois de experimentar os 4 braços, a escolha recaiu no SME 309 porque agora consigo tirar partido do desempenho do mesmo graças às alterações anteriormente reportadas. A cabeça continuou a Denon DL-103R que, como já referi anteriormente neste Fórum, sofreu um alteração do "cantilever" e ponta (em safira e ponta com perfil "paratrace") numa firma especializada em Inglaterra, designada Expert Stylus (http://www.78tours.com/Expert_Stylus_Company.html).




STEP-UP E PRÉ DE FONO
O step-up que melhores resultados deu foi um que construí em 2007 com os transformadores Lundahl 1681. Acabei por introduzi-los dentro do pré e assim reduzi a quase zero o ruído de indução. O pré, a válvulas, foi construído por um amigo que percebe da poda, sendo baseado num esquema srpp com as ECC83 na entrada e as ECC81 na saída. Na fonte de alimentação separada, a retificação é assegurada por uma EZ81.

 


E estou bastante contente com os resultados. O som é predominantemente neutro como eu tanto queria.



Última edição por rjbv17 em 1/1/2014, 13:30, editado 2 vez(es)
avatar
rjbv17
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 204
Idade : 62
Localização : Porto
Interesses : Hi-Fi, carros, música, selos, astronomia, desporto
Data de inscrição : 23/02/2012
Pontos/Reputação : 378

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  luis lopes em 31/12/2013, 21:21

 
fico uma bela peça de arte!
avatar
luis lopes
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2870
Idade : 51
Localização : algueirão
Ocupação : vigilante
Interesses : AUDIO VINTAGE series tv VALVULAS
Data de inscrição : 19/04/2009
Pontos/Reputação : 3120

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  rjbv17 em 1/1/2014, 13:50

luis lopes escreveu: 
fico uma bela peça de arte!

Caro Luís Lopes, agradeço o elogio mas, os PT eram/são GD muito estéticos; a base de trabalho era já muito boa e, confesso, a aparência com que ficou não estava sequer na agenda quando iniciei as transformações. Por vezes não imaginamos o quanto se pode tirar de um projeto tão elementar mas muito bem pensado (a aposta do sr. Arthur Khoubesserian era cortar nos custos - o LPT custava menos de metade do PT TOO em 1990).

Aproveito para desejar um bom ano a todos os foristas.
avatar
rjbv17
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 204
Idade : 62
Localização : Porto
Interesses : Hi-Fi, carros, música, selos, astronomia, desporto
Data de inscrição : 23/02/2012
Pontos/Reputação : 378

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  luis lopes em 1/1/2014, 17:31

para falar verdade, esse gira é um espectaculo mesmo em estado original.
gosto imenso de giras de concepção simples.
avatar
luis lopes
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2870
Idade : 51
Localização : algueirão
Ocupação : vigilante
Interesses : AUDIO VINTAGE series tv VALVULAS
Data de inscrição : 19/04/2009
Pontos/Reputação : 3120

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  imfos54 em 5/1/2014, 23:58

Ficou uma bela máquina, Rui.

Acho que o mérito deste projecto se deve, principalmente, ao facto de estar baseado num GD de base de gama, mas também acho que se deve, fundamentalmente, ao diagnóstico feito que levou à detecçáo dos problemas que foram entretanto aparecendo e ao conhecimento das áreas de potenciais melhorias. Saber quem são as firmas que podem prestar os serviços necessários é também fundamental e só quem anda nestas lides há muitos anos é que sabe a que portas deve bater.

Claro que depois de tudo o que foi feito, esse Pink Triangle é tudo menos um LPT. E os esteróides não explicam tudo e podem dar origem a outras interpretações...

Para não haver confusões eu sugiro LPT(R) - (R) de Rui ou R como nas versões racing do desporto motorizado !!!

Estou ansiosamente à espera da oportunidade para poder ouvir esse "novo" GD.

Um abraço.
Ilídio
avatar
imfos54
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 24
Idade : 63
Localização : S. Domingos de Rana / Lisboa
Interesses : Hi-FI, Fotografia, Leitura
Data de inscrição : 16/02/2012
Pontos/Reputação : 47

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  rjbv17 em 12/1/2014, 16:21

Viva Ilídio,
Seria falsa modéstia considerar que não ficou um bom trabalho. Gosto, fundamentalmente, do resultado sónico. Está muito para lá daquilo que julguei possível. E, justiça seja feita, "fui desafiado" aqui neste próprio Fórum numas tantas proposta de "tweaking" extremo, em particular neste http://www.audiopt.net/t12320-thorens-td-125-lb-extreme-makeover cujos resultados tive já oportunidade de ouvir.

Digam lá o que disserem mas este suporte analógico continua muito superior a todos os digitais. É polémico? É, mas contra factos não há argumentos ...

E tenho pena da opção deliberada nos anos 80 do século passado de colocar o vinil com a "sonoridade" do CD de então (i.e., mau). Hoje o "som" CD está muito evoluído mas, desculpem-me os adeptos (incondicionais) do digital, que inclui as variantes atuais mais evoluídas e de altíssima resolução, NÃO É A MESMA COISA!

E para que dúvidas não existam, EU NÃO SOU ANTI-DIGITAL, antes pelo contrário. Tenho andado a fazer "experiências" neste campo e fico com a ideia que, para obter resultados aproximados/equivalentes, é necessário investir muito mais do que aquilo que fiz neste suporte e básico com todos os defeitos reconhecidos.

Um dos maiores ensinamentos da experiência é o resultado que cada uma das alterações trouxe. É de facto impressionante como, por exemplo, a diminuição do atrito na chumaceira permite uma performance superior. Mais intrigante foi a transformação provocada pela alteração da fonte de alimentação do motor de tração do prato (o grave tornou-se mais encorpado). E por aí adiante ...
avatar
rjbv17
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 204
Idade : 62
Localização : Porto
Interesses : Hi-Fi, carros, música, selos, astronomia, desporto
Data de inscrição : 23/02/2012
Pontos/Reputação : 378

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  rjbv17 em 23/11/2015, 22:50

rjbv17 escreveu:C.....

BRAÇO E CABEÇA
Depois de experimentar os 4 braços, a escolha recaiu no SME 309 porque agora consigo tirar partido do desempenho do mesmo graças às alterações anteriormente reportadas. A cabeça continuou a Denon DL-103R que, como já referi anteriormente neste Fórum, sofreu um alteração do "cantilever" e ponta (em safira e ponta com perfil "paratrace") numa firma especializada em Inglaterra, designada Expert Stylus (http://www.78tours.com/Expert_Stylus_Company.html).
...

Há muito que andava com vontade de dar o passo mas, finalmente decidi. Tirei o invólucro de plástico com a "naifa" (https://www.youtube.com/watch?v=-ENq8PoXhaU) e introduzi o "miolo" num invólucro em pau preto/mpingo que comprei há cerca de ano e meio (http://clubwood.com/one_html/index.php?menu_id=170).

O resultado sónico é, simplesmente, soberbo!





e vai um big close-up da Denon



Penso que será difícil tirar mais desta Denon.
avatar
rjbv17
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 204
Idade : 62
Localização : Porto
Interesses : Hi-Fi, carros, música, selos, astronomia, desporto
Data de inscrição : 23/02/2012
Pontos/Reputação : 378

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  rjbv17 em 24/1/2016, 16:23

Bom, desta vez foi a experiência na área da tribologia.

Eu que durante 37 anos andei "dentro" de chumaceiras (literalmente dentro - eram gigantescas quando comparadas com as que encontramos nos nossos GD), andava com uns problemas por causa de um ligeiro raspar que me incomodava (audível a cerca de 50 cm do GD).

Usei sempre o velho Castrol SAE 40 (do tempo do VW 1300L), por vezes simples, outras vezes com ligeiras cargas de bissulfureto de molibdénio, mas, nem com o rodar (longo) do prato a coisa deixava de se ouvir.

Resolvi pesquisar e esbarrei com os óleos (moscambilha, qualquer coisa que unte, etc.) da nova geração, uma coisa baseada no politetrafluoretileno (PTFE) de uma casa especializada no upgrade. O preço não era insultuoso nem pornográfico e ... vamos lá experimentar!

Meus caros, é um all in one (mais próprio para a turma do golfe).

avatar
rjbv17
utilizador dedicado
utilizador dedicado

Número de Mensagens : 204
Idade : 62
Localização : Porto
Interesses : Hi-Fi, carros, música, selos, astronomia, desporto
Data de inscrição : 23/02/2012
Pontos/Reputação : 378

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pink Triangle LPT com esteroides!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum