Aparelhagem do Cobola

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 18/10/2011, 17:35

O meu sistema foi evoluindo por patamares, na esperança de estabilizar num nível óptimo de som, sabendo de antemão que não terei capacidade para atingir a excelência, ora pelas verbas, ora pelo espaço.

Fase 1 - 2005: A 'febre' do Home Cinema
Queria um sistema 5.1, mas com bom desempenho stereo. Li umas quantas 'reviews' e prémios associados, e sem querer gastar exorbitâncias iniciei-me com o seguinte sistema:
AVR: Denon 2106 7.1
fonte: leitor CD/DVD da JOCEL (que era o que tinha na altura)
Colunas frontais: KEF iQ5
'' centrais: KEF iQ6
'' surround: KEF iQ3
Sub-woofer: Wharfedale SW150
cabos coluna: Supra Rondo Bi-Wire

As colunas frontais iQ5 tinham sido premiadas pela "What Hi-FI" em 2005 (£250-£450) e 2006 ("Product of the Year"). O subwoofer também, dentro da gama. As KEF iQ3 foram premiadas pela EISA.

Em termos de home-cinema fiquei bem servido.
Constatei algumas limitações, e são estas que nos fazem pensar nos upgrades, pois fica sempre um sabor amargo de insatisfação:
* o AVR é fraquito para stereo;
* notava nas colunas um baixo seco, sem profundidade, em homecinema o subwoofer disfarçava, mas aqui o som não é de um baixo, é de um surround, e cansa;
* o Homecinema é uma seca! Num filme, só de longe a longe vale a pena aquele investimento todo em colunas e cabos. Tivesse poupado e investido num bom sistema stereo e melhores colunas, com ligação ao leitor dvd, e ficaria melhor servido, seguramente. Fica a dica...

Fase 2 - 2007/08 - corrigir o caminho iniciado
Decidi melhorar alguns componentes, procurando apostar em elementos com algumas grantias de durabilidade:

mudança da fonte: Pioneer BDP-LX71
mudança dos cabos: Kimber 8 TC e 8 VS
mudança dos interconectores: Atlas Equator MKII

Notei melhorias da definição do som, com um palco sonoro mais alargado e pronunciado. Agudos mais sustentados, com menor distorção, instrumentos agora com presença e volume, melhor definidos. Alguma melhoria no baixo, mas nada de especial.
Este foi um upgrade razoável, mas nada como "da noite para o dia". Ficou a mensagem de que havia muito mais som do que aquele que estava a receber, e que me faltava o "balde" para o tirar de lá. A opção da melhoria dos cabos foi a pensar no salto que haveria de dar a seguir.

Fase 3 - 2009 - Ir directo ao assunto
Compra de um pré e power integrados: Atoll IN200.

O integrado fica a alimentar as colunas frontais, com bypass para homecinema (aproveita o pré do AVR). Acabo por ter sistema dedicado em stereo, sem compormeter a funcionalidade do homecinema. Continuo a gostar de cinema, e de o ouvir num sistema de som em condições. Por isso, procurei uma solução híbrida, que me desse os dois formatos, homecinema e stereo, sem compormissos de maior. Esta estratégia fez-me afastar das válvulas, pois isso implicava ter um equiapmento dedicado para stereo (seria um crime usar as válvulas para ouvir filmes...). E há a questão do espaço.
Recaindo a escolha na solução tecnológica dos circuitos, procurei um aparelho integrado que fosse de um patamar bom de qualidade, a preços acessíveis. Julgo que o encontrei no ATOLL IN200.

Mas aqui, as diferenças sentidas foram abismais no que toca ao stereo, no homecinema não senti diferença por aí além.
Houve, agora sim, um salto qualitativo, como "da noite para o dia". Em stereo, tudo melhorou: detalhe, rapidez, clareza, um palco sonoro puxado à frente, com presença, e boa definição dos instrumentos. O que mais notei e apreciei foi a separação dos instrumentos, bem definidos e não mesclados. Ouve-se música, enfim... Finalmente, senti que as colunas até tinham um baixo controlado e agradável, suave e com algum impacto. No entanto, para meu gosto a batida continua a ser algo seca, anseio por um baixo que desça bem fundo, sem estremecer.
Pela opinião de outros comparsas ouvintes habituais em casa, o integrado tira tudo o que aquelas colunas conseguem dar, e que até acabam por soar muito bem, com limpidez e clareza, aproveitando as características de concepçao de fábrica: a espacialidade, pela integração do tweeter no driver dos médios. Gosto particularmente desta 'feature': por exemplo, tive oportunidade de testar umas B&W CM1, e apesar das inegáveis qualidades (e ter aquele baixo que falta nas iQ5), detestei o palco recuado, que nos faz olhar para as coluna enquanto escutamos música ao invés de ficarmos a flutuar na nuvem de som que se projecta diante de nós (as KEF conseguem representar muito bem essa espacialidade).

Fase 4 - 201x - Ir directo ao assunto, parte II
Pretendo fazer um upgrade às colunas, tentar vender as iQ5 e investir num patamar mais acima.
Para já, apenas li reviews e opiniões de forunistas. Atendendo aos diversos prémios que foram recebendo, as candidatas para audição e testes são:

+ PROAC Studio 140 MKII
+ B&W CM8
+ PMC GB1i
+ DALI Ikon 6 MK2

Não tenho ordem de preferência, nem preconceitos. Só terei que me fazer acompanhar do meu integrado, e "aguçar o ouvido"...
À medida que for fazendo audições, cá deixarei o impacto perceptível ao meu ouvido.

Opiniões/sugestões são bem vindas.

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  manel1 em 18/10/2011, 21:34

Excelente escolha de colunas, recomendo que ouça todas, pois não se trata apenas de uma questão de qualidade, mas de diferentes maneiras de apresentarem a música, ou seja, é uma questão de gosto pessoal. Recomendo tambem que gaste algum dinheiro num leitor de CD dedicado que provavelmente não necessita de ser muito caro para soar melhor que o BDP, existem no fórum alguns usados de muita qualidade.

manel1
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2062
Localização : Lamego
Ocupação : Electromecanico
Interesses : Música, leitura
Data de inscrição : 02/12/2009
Pontos/Reputação : 2463

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  ricardo onga-ku em 18/10/2011, 21:45

Eu retirava as BeW da lista e juntava antes umas PSB Image T5 ou T6 (que nunca ouvi mas gostava...medem muito bem Wink ).

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Stardrake em 19/10/2011, 00:03

Eheh!!! já cá faltava o amigo ongaku com o seu
desamor e amor por colunas que nunca escutou;

As minhas CM9 tocam supimpamente com o Unison
Reserch S8.

Mário
avatar
Stardrake
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 65
Localização : Cascais
Data de inscrição : 22/08/2011
Pontos/Reputação : 148

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  ricardo onga-ku em 19/10/2011, 10:40

Agora que vi a respostas das CM9 as minhas dúvidas dissiparam-se:

http://www.hometheater.com/content/bampw-cm9-speaker-system-ht-labs-measures

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  luis lopes em 19/10/2011, 11:04

isso é que é escrever Very Happy
bons sons.
agora só falta mostrar iss Very Happy o Cool
avatar
luis lopes
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2870
Idade : 51
Localização : algueirão
Ocupação : vigilante
Interesses : AUDIO VINTAGE series tv VALVULAS
Data de inscrição : 19/04/2009
Pontos/Reputação : 3120

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  VilaSound em 19/10/2011, 15:26

cobola escreveu:
Para já, apenas li reviews e opiniões de forunistas. Atendendo aos diversos prémios que foram recebendo, as candidatas para audição e testes são:

+ PROAC Studio 140 MKII
+ B&W CM8
+ PMC GB1i
+ DALI Ikon 6 MK2

Opiniões/sugestões são bem vindas.
Presumindo que procura apenas colunas de chão, no seu caso iria gostar de ouvir também as seguintes colunas:

+ Xavian Preludio
+ Magneplanar (MG12, MG1.7 ou MG12 mais subwoofer)
+ Monitor Audio GX200

3 abordagens diferentes, com tecnologias distintas e, obviamente, sonoridades distintas.

Não tenho ordem de preferência, nem preconceitos. Só terei que me fazer acompanhar do meu integrado, e "aguçar o ouvido"...
À medida que for fazendo audições, cá deixarei o impacto perceptível ao meu ouvido.
Perfeito!

_________________
Gustavo Rosa
www.vilasound.pt
www.facebook.com/vilasound
avatar
VilaSound
Profissional
Profissional

Número de Mensagens : 188
Localização : Vila do Conde
Ocupação : Loja de Alta Fidelidade
Data de inscrição : 16/12/2010
Pontos/Reputação : 324

http://www.vilasound.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  PMarques em 19/10/2011, 17:38

Eu não quero interferir em nada, muitos menos nas opções e escolhas de cada um, pois cada um sabe o que é melhor para si e para as suas necessidades musicais ou audiófilas, mas se me permitem das opções apresentadas pelo user cobola, e sem desprimor para as restantes, se fosse para mim, estava feira a escolha e sem margem para quaisquer dúvidas, ou seja: PMC GB1i, ou Proac e está feito.

Quanto ás restantes, é tudo muito do mesmo, talvez as Dali ainda se possam ouvir, eu cá não gosto. Agora as B&W referenciadas, e repito sem qualquer desprimor, a minha opinião é: nem dadas.
B&W pertence ao passado, e diga-se em abono da verdade que belo passado e que grandes referencias que esta marca proporcionou e deixou ao mundo inteiro. Talvez ainda as que salvam a honra do convento, são as famosas 802 (D)iamond, mas mesmo desta série, vou para a antiga 802D, uma referência absoluta em matéria de colunas.

De qualquer forma estas recentes 802 D para os dias que correm, são um profundo exagero em termos do que custam. Certo, os custos de produção são muito elevados, mas... Teêm uma coisa a favor, são as únicas que ainda são concebidas na casa mãe, ou seja Reino Unido, todas as outras ou quase todas são uma fortuna, um autêntico exagero, e ainda por cima todas concebidas na china, e não se podem nem ouvir e muito menos ver, livra.

Foi dado aqui também uma outra opção, e eu não sendo adepto de colunas de painel, ou electrostáticas, mas as as Magneplanar não me parecem ser uma má opção, como se sabe existem vários modelos...


Última edição por PMarques em 19/10/2011, 21:05, editado 1 vez(es)

PMarques
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 148
Localização : Lisboa
Interesses : Música
Data de inscrição : 04/04/2011
Pontos/Reputação : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Stardrake em 19/10/2011, 20:37

No ouvir é que está o ganho!!caro Cobola;
foi ouvindo(seis amps integrados) que substituí
as CM9 pelas Nautilus 805 no sistema AV;as
CM9 ficaram, e muito bem, dedicadas ao
analógico com o valvulado S8, pelo que o
endosso do ongaku não é válido como amostra,
continuando sem escutar.

Mário
avatar
Stardrake
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 65
Localização : Cascais
Data de inscrição : 22/08/2011
Pontos/Reputação : 148

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  facso em 19/10/2011, 21:15

caro cobolla, a sugestão da vilasound em relação ás magneplanar é muito boa... são EXCEPCIONAIS!! (para meu gosto pessoal claro está)

se for da zona norte ou centro sugeria-lhe que desse um saltinho a vila do conde para as ouvir e passar um dia bem passado...

cumprimentos
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 19/10/2011, 22:07

manel1 escreveu:Excelente escolha de colunas, recomendo que ouça todas, pois não se trata apenas de uma questão de qualidade, mas de diferentes maneiras de apresentarem a música, ou seja, é uma questão de gosto pessoal. Recomendo tambem que gaste algum dinheiro num leitor de CD dedicado que provavelmente não necessita de ser muito caro para soar melhor que o BDP, existem no fórum alguns usados de muita qualidade.
Caro manel1, sei que sim, falta um leitor dedicado, mas isso ficará para uma etapa posterior, talvez o próximo passo, a fase 5.

No entanto, já fiz algumas audições com leitores de CD's, de várias marcas e preços, pelo que não estou tão certo do que sugere: sinceramente, do que ouvi, as diferenças significativas - daquelas que realmentam elevam a qualidade do som para um patamar declaradamente acima - senti num Primare CD 31. O som ganhou uma presença tal que equivaleu ao que senti quando acrescentei o integrado ao meu sistema. Mas o preço dele... upa, upa! Mas acho que vale esse dinheiro, mas não o tenho...

Da gama de leitores abaixo, achei uma grande semelhança entre eles, custem 600€ ou 1500€. Quando comprei o Pioneer LX-71, procurei um aparelho com saídas dedicadas para stereo, e com dac's de qualidade (Wolfson). Acho que cumpre bem a função, e se for para realmente melhorar, como disse, saberia onde encontrar o aparelho com qualidade de "champions league".

Se tivesse de comprar de momento, dentro do orçamento razoável, daria uma boa hipótese ao Oppo BDP-95: tem tudo o que gosto, incluindo ser 'media streaming', e - dizem - com qualidade audiófila. Tenho curiosidade em testar, confesso, e julgo que o preço andará pelos 1.000 €.

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 19/10/2011, 22:13

VilaSound escreveu:
Presumindo que procura apenas colunas de chão, no seu caso iria gostar de ouvir também as seguintes colunas:

+ Xavian Preludio
+ Magneplanar (MG12, MG1.7 ou MG12 mais subwoofer)
+ Monitor Audio GX200

3 abordagens diferentes, com tecnologias distintas e, obviamente, sonoridades distintas.
Gosto bem de fazer audições, e de explorar a oferta de sonoridades.
Também gosto bem de Vila de Conde, talvez na próxima faça uma visita. Quanto mais não seja para me babar nos Primare...

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 19/10/2011, 22:43

PMarques escreveu:Eu não quero interferir em nada, muitos menos nas opções e escolhas de cada um, pois cada um sabe o que é melhor para si e para as suas necessidades musicais ou audiófilas, mas se me permitem das opções apresentadas pelo user cobola, e sem desprimor para as restantes, se fosse para mim, estava feira a escolha e sem margem para quaisquer dúvidas, ou seja: PMC GB1i, ou Proac e está feito.

Quanto ás restantes, é tudo muito do mesmo, talvez as Dali ainda se possam ouvir, eu cá não gosto. Agora as B&W referenciadas, e repito sem qualquer desprimor, a minha opinião é: nem dadas.
B&W pertence ao passado, e diga-se em abono da verdade que belo passado e que grandes referencias que esta marca proporcionou e deixou ao mundo inteiro. Talvez ainda as que salvam a honra do convento, são as famosas 802 (D)iamond, mas mesmo desta série, vou para a antiga 802D, uma referência absoluta em matéria de colunas. (...)
Eu tenho algumas condicionantes de espaço, pelo que antes da qualidade do som também terei que atentar às características dinâmicas das colunas. Quando puser uma foto do sistema ajudará a entender.

Conheço o som das Proac, nomeadamente as Studio 140. Sei o que valem, e até já as experimentei com o meu integrado em casa de um amigo que as tem. É um valor seguro, pelo que tenho curiosidade em saber o que evoluiu nas MK2, e, sobretudo, onde se justifica o salto no preço que levaram... Diria que serão a 1ª hipótese.

A escolha pelas PMC GB1i tem a ver com as excelentes reviews que tem colhido. No 'blind test' da HiFi Choice deste mês ficaram à frente das Proac. Tenho grande curiosidade em ouvi-las, mas no Norte apenas se encontram na Digimagem e apenas o modelo acima, as FB1i, que andam nos demasiados 3 mil e picos euros. Too much...

O som da B&W é apelativo ao início mas acho que cansa à posteriori. Tive em casa, emprestadas, umas CM-1. Gosto da generalidade do som, mas sinto falta da espacialidade que tenho mas KEF, o sentir o palco naquele triângulo entre os ouvidos e as colunas. Nas B&W, o palco parece-me sempre recuado, ficamos a olhar para onde vem o som. Tive oportunidade de ouvir uma demo das monitoras 805D: qualidade irrepreensível, detalhe e separação dos instrumentos, agudos límpidos, baixo consistente mas, mas... falta a nuvem de som que nos enleva (e coragem para dar 4 mil euros por aquilo...). Achei por bem incluir as CM-8 pois não são monitores e talvez tenham uma amplitude sonora que mais me agrade. Confesso que gosto do som e da respostas da B&W, vamos a ver, ou ouvir...

As Dali forma premiadas pela EISA. Já as tinha experimentado na Luz & Som de Matosinhos e gostei bastante, merecem, por isso, uma audição. Apreciei a harmonia e a rapidez de resposta.

O problema é que tenho um sofá na sala que de algum modo limita a coluna do lado esquerdo, digamos que tapa a metade inferior da coluna. Ora, nas PMC isso é problemático, pois a tecnologia dinâmica que usam, o 'Extended ATL' usa a saída pela frente, em baixo, para reforçar os graves. O que esbarra no sofá...
Nas Proac talvez não seja tão problemático, visto a saída do ar ser para baixo, para o plinto.

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  facso em 19/10/2011, 23:39

cobola escreveu:
O problema é que tenho um sofá na sala que de algum modo limita a coluna do lado esquerdo, digamos que tapa a metade inferior da coluna. Ora, nas PMC isso é problemático, pois a tecnologia dinâmica que usam, o 'Extended ATL' usa a saída pela frente, em baixo, para reforçar os graves. O que esbarra no sofá...
Nas Proac talvez não seja tão problemático, visto a saída do ar ser para baixo, para o plinto.


já ponderou umas colunas de caixa selada?

tente ouvir umas ATC da serie scm, e penso que as xavian também tem um modelo selado...

cumprimentos
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  PMarques em 20/10/2011, 12:57

Amigo Cobola,

Não se preocupe excessivamente com pormenores técnicos de cada coluna, tudo isso no que vai ouvir, ou melhor no que não vai ouvir é pouco ou nada relevante a menos que queira montar um estúdio de gravação, não me parece que seja o caso, além disso o ouvido humano tendo a capacidade de filtrar muito especto sonoro, e muito outros sons, não é capaz de filtrar essa complexidade que o meu amigo fala, pelos menos na maioria do comum dos mortais a menos que se tenha um ouvido de tal maneira trabalhado e apurado que consiga detectar isso, portanto tudo isso não passam de pormenores e que não trazem muito valor acrescentado, além de se perder demasiado tempo e repito não passam de pormenores técnicos que não se dá por eles, nós é que pensamos isso, isso é puro desgaste, e muito menos não vá nessa da filosofia audiófila purista, porque aqui para nós que ninguém nos lê, não há sistema nenhum do mundo que ofereça ao ouvinte um som 100% puro, nem o sumo de laranja que é extraído da própria já não o é, basta ter um pouco de aditivo e deixa logo de o ser, mas eles dizem que é, basta sentir o sabor e fica-se logo a saber, como tal, sugiro e se me permite, não ouça coisas em excesso, isso gera confusão, ouça 2 ou 3 colunas se possível com a sua amplificação e depois tire conclusões.

Só para terminar, se quer ouvir uma reprodução sonora 100% pura, então nada melhor do que dar corda aos sapatos e ir até á Gulbenkian, ou outra sala de concertos, e aí meu caro amigo, tem o som na mais pura essência. Como lhe disse, penso quu todasa s sugestões são válidas, umas mais do que outras, mas se fosse eu a escolher já sabe qual seriam as duas opções...

Boa escolha, boas audições e felicidades.

PMarques
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 148
Localização : Lisboa
Interesses : Música
Data de inscrição : 04/04/2011
Pontos/Reputação : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 21/10/2011, 16:41

facso escreveu:já ponderou umas colunas de caixa selada?
tente ouvir umas ATC da serie scm, e penso que as xavian também tem um modelo selado...
cumprimentos
Obrigado pela dica, facso, reparo que as ATC SCM 11 acabaram de ganhar o prémio What Hi*Fi? para o segmento 700-1500£ (já relativizando o real valor destes prémios, não deixa, no entanto, de ser de registar).

abr.

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  facso em 21/10/2011, 17:52

Wink

para o seu caso (colunas e chão), terá que ir até ás scm40...

cumprimentos!
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Audições - Parte 1 (and counting...)

Mensagem  cobola em 9/12/2011, 16:53

cobola escreveu:
Pretendo fazer um upgrade às colunas, tentar vender as iQ5 e investir num patamar mais acima.
Para já, apenas li reviews e opiniões de forunistas. Atendendo aos diversos prémios que foram recebendo, as candidatas para audição e testes são:

+ PROAC Studio 140 MKII
+ B&W CM8
+ PMC GB1i
+ DALI Ikon 6 MK2

Não tenho ordem de preferência, nem preconceitos. Só terei que me fazer acompanhar do meu integrado, e "aguçar o ouvido"...
À medida que for fazendo audições, cá deixarei o impacto perceptível ao meu ouvido.
Neste entretanto, tive oportunidade de ouvir/testar (?) alguns dos modelos seleccionados, e até actualizar a lista de eventuais candidatos, com o acrescento de:
+ PROAC Response D18
+ Vandersteen 1Ci
+ Monitor Audio GX-100
+ Sonus Faber Liuto

Já realizei a audição de ambas as Proac (140 mk2 e D18), da PMC GB1i, da Monitor Audio, da Sonus Faber e das Vandersteen 1Ci.
Não me vou pronunciar sobre o real valor de cada uma - o que sei delas depende da minha sensibilidade acústica e do meu integrado Atoll IN200. Portanto, é um estudo de caso não probabilístico :-) , devidamente contextualizado, e não propriamente lei absoluta (isso existe na audiofilia?).
Para além de que também contam as minhas preferências sonoras: som relaxado, grave profundo mas controlado, sem predominância de qualquer frequência, espacialidade sonora, presença do palco, separação dos instrumentos e detalhe.

A referência ao integrado é importante, pois determina as características audiófilas e o casamento com as colunas. Acho o ATOLL IN200 bastante detalhado e puro, e que, a meu ver, pede umas colunas com moderada sensibilidade ou com menos tendências 'brilhantes'.

Começaria por aqui, com as bem reputadas e afamadas Proac Studio 140 MK2: a sua sensibilidade (91 dB) prejudica o casamento com o integrado. Sendo umas colunas também elas bastante detalhadas, julgo que pede uma amplificação a válvulas de modo a adocicar-lhe a sonoridade. Não gostei do resultado, comparativamente com outras soluções. Forte impacto da batida e alguma estridência aguda. Som agressivo, portanto. Estas colunas aguentam bem carga pesada. Estão descartadas.

Mantendo a marca, pude experimentar a gama acima, as Response D18: sensibilidade de 88dB, tiveram desempenho excelente. Som relaxado, sem preponderância de frequências, equilíbrio e musicalidade. São bonitas, mais ergonómicas que as Studio 140, com o plinto melhor trabalhado e funcional. A diferença de preço não é substancial, mas achei o casamento com o integrado bem mais harmonioso. Gostei bastante, têm o efeito "wow", estão no top!

Da audição das PMC GB1i também obtive boas impressões. Confirmo o que dizem: é de espantar a capacidade sonora de uma coluna tão esguia! Quem as vê não imaginaria. O som é equilibrado, com graves suficientes e bom detalhe. São bem construídas e acabadas. Mais uma vez, baixa sensibilidade (87 dB). Julgo que o preço um pouco elevado as penaliza relativamente à concorrência em comparativo, mas estão no top.

Não há loja que não refira os modelos das Monitor Audio. Encontrei virtudes nas GX-100, mas nada que me preenchesse. Serão boas monitoras (sensibilidade 88 dB), mas notam-se as suas limitações (lá está, quando se ouvem outras ofertas há sempre casos que perdem nos comparativos, este é um deles).

Igualmente testadas foram as Sonus Faber Liuto (sens. 89 dB): há uns anos fiquei espantado com a sua sonoridade e ficaram no "goto". Agora, com o integrado, desiludiram as expectativas tanto tempo mantidas. Não é que soasem mal, mas o preço bem maior relativamente às alternativas acabam por as excluir. Também aguentam carga muito pesada, nitidamente pedem mais "sumo" a alimentá-las...

Quanto às Vandersteen 1Ci (sensibilidade: 90 db), bom, são um caso sério! Completas desconhecidas para mim, desde logo se revelaram deliciosas: grave profundo e arrebatador mas sem machucar, todas as gamas sonoras estão bem integradas, tocam tudo no sítio com detalhe e nitidez. Harmonia é a palavra de ordem, dá gosto ficar a ouvi-las sem cansaço. A grande surpresa e a grande revelação! Entendo agora os que dizem quem as têm. Têm, sem dúvida, o "WoW factor". Pelo que procurei saber delas, são americanas e com grande qualidade nos componentes e na afinação. Diria que são colunas de autor, pois o sr. Richard Vandersteen responde nos fóruns da marca a justificar as opções. O aspecto delas parece demodé e algo revivalista a puxar aos anos 70, mas como explica o próprio, a utilização da madeira encarece em quatro vezes o preço final de uma coluna, sem acréscimo à qualidade de som - esta, a qualidade, é a principal razão para as Vandersteen, sendo preferível desviar o investimento para o que interessa, a qualidade dos componentes. Com o integrado Atoll casaram mesmo muito bem!

De referir que como fonte foram utilizados os leitores Primare CD-32 (uma delícia!...) e o Primaluna ProLogue Eight (muito bom, mas não melhor que o anterior... e mais caro!)

Outro achado: os cones "NORDOST sort kone BC" fazem milagres... (não se deve negar à partida uma ciência que se desconhece, lá dizia o outro!).

Em jeito de resumo, e pelo andar da carruagem, sublinho a qualidade excelente em resultado da integração harmoniosa nos conjuntos:
* Atoll IN200 + Primare CD32 + Vandersteen 1Ci
* Atoll IN200 + Primaluna Prologue Eight + Proac Response D18

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Mister W em 9/12/2011, 18:37

Caro Cobola,

Admito que a descisão não seja nada fácil ... Eu próprio ando a ver se substituo as minhas B&W 684 mas não tenho qualquer pressa ...

Dos modelos referidos, as Vandersteen 1c são excelentes colunas mas muitas vezes penalizadas pelo design.

Tenho muita curiosidade em ouvir as DALI Ikon 5/6/7 bem como as EPOS Epic 5 para ver se são tão boas como a imprensa especializada as tem "pintado" (com vários prémios no curriculo).

Tenho igual curiosidade na série comemorativa dos vinte anos da PMC - Twenty, que no meu caso seriam recomendáveis uma vez que são fechadas na traseira (utilizam o ATL frontal - Advanced Transmission Line). Porém, o preço dos modelos de maior sensibilidade (90dB) não é muito convidativo ...
Aqui ficam os 4 modelos desta série com os preços (aproximados) em libras:

twenty.21: 32.5cm tall, 87dB/W/m sensitivity, frequency response 50Hz-25kHz, £1375/pr
twenty.22: 41cm tall, 90dB/W/m sensitivity, frequency response 40Hz-25kHz, £1825/pr
twenty.23: 94.3cm tall (with spikes), 87dB/W/m sensitivity, frequency response 29Hz-25kHz, £2095/pr
twenty.24: 105.3cm tall (with spikes), 90dB/W/m sensitivity, 28Hz-25kHz frequency response, £3100/pr.

Um abraço e Boa Sorte
JA
avatar
Mister W
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 87
Idade : 51
Localização : Almada
Interesses : Girls, Girls, Girls
Data de inscrição : 03/06/2011
Pontos/Reputação : 173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  enxuto em 9/12/2011, 19:28

Se houver sala para isso, uns painéis dão um som muito especial. Ou seja, Magnepan.
Pode-se gostar ou não. Eu gosto, e muito. É outra coisa.

Repito: se a sala (e a esposa, caso haja) deixar. A minha, por exemplo, está difícil.

O VilaSound sabe muito mais disto do que eu, mas as minhas dispensam o sub-woofer.

Cumprimentos,

enxuto
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 672
Data de inscrição : 15/11/2008
Pontos/Reputação : 588

http://anos80.abportal.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  ricardo onga-ku em 9/12/2011, 20:24

Algumas notas soltas sobre colunas:


A sensibilidade de uma coluna indica o nível de pressão sonora (dB) medido em câmara anecóica a 1 metro de distância quando esta é alimentadas com 1,83V (8Ohm) ou 1 Watt e diminui com a distância, em cerca de 6dB a 2 metros e 9,5dB a 3 metros.

Este parâmetro, que nos indica se as colunas necessitam de muitos ou poucos Watt para tocar a volumes mais elevados e condiciona o tipo de amplificação, não tem na realidade grande interesse para o comprador a menos que este tencione utilizar um tríodo single-ended com 2 ou 3Watt de potência que terá de ser emparceirado com colunas de grande sensibilidade (>100dB) ou quando a distância do ponto de escuta às colunas for invulgarmente grande (p.ex. um auditório).


Mais relevante é a curva de impedância e fase eléctrica mas infelizmente nem esta medição nem a curva de resposta de frequências constam das especificações fornecidas pelas marcas; o mais comum é darem-nos um valor de impedância média, raramente acompanhado do de impedância mínima, informação manifestamente insuficiente para avaliar as necessidades de corrente de umas colunas, a característica que distingue os (amplificadores) homens dos meninos; resta-nos recorrer às poucas revistas que efectuam avaliações técnicas.

Importa saber que se decidirmos emparceirar um amplificador a válvulas de impedância de saída elevada com umas colunas "difíceis" a carga muito irregular apresentada por estas últimas irá afectar (ou desequilibrar) de forma notável a resposta de frequências do amplificador, como é possível observar no gráfico que se segue (resposta plana quando a carga é uniforme e muito acidentada quando a carga apresenta variações):


Prima Luna Prologue One

O som de um tal amplificador irá variar muito quando emparceirado com diferentes colunas, ao contrário daquilo que se passa com a maioria dos amplificadores a transístores que pouco são afectadas pela carga (a preto):


Marantz PM5003

Acima de tudo convém ter em mente que colunas "difíceis" implicam amplificadores capazes de produzir muita corrente.


A curva de resposta de frequências é outra característica omissa nas especificações dos fabricantes; os mais sérios dão-nos uma ideia da variação para uma dada gama de frequências medida ao eixo (p.ex. 38Hz - 22kHz ±3dB) e por vezes até a extensão das baixas frequências (p.ex. -6dB at 30Hz) mas infelizmente não se trata da maioria.

É este parâmetro o principal responsável para "assinatura sonora" de umas colunas e convém assinalar que quanto mais plana for resposta mais equilibrada será a sonoridade das colunas, especialmente na gama média onde a sensibilidade do ouvido humano é enorme. Como a sensibilidade do ouvido varia com o volume (ou nível de pressão sonora) as colunas que acentuam os graves soam subjectivamente "melhor" a baixos volumes e uma ligeira atenuação na gama de maior sensibilidade (3-5kHz) produz uma sonoridade mais "descontraída" e "natural".

Mas como a resposta das colunas é bastante afectada pela sala, pelos modos nas baixas frequências e pelas paredes, tecto e pavimento nos médios e agudos, importa que a resposta fora do eixo seja igualmente plana, existindo alguma vantagem em que a intensidade se vá reduzindo de forma mais acentuada acima dos 5kHz.
Dois bons exemplos, cuja audição recomendo:


Revel Concerta F12 - $1500US


PSB Image T6 - $1200US


Depois existem outros factores que afectam o desempenho como ressonâncias de altifalantes e caixa, a linearidade dos primeiros, dimensões e características da face frontal, etc.

Cumprimentos,
Ricardo

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  enxuto em 9/12/2011, 21:17

As Magnepan mantém a impedância quase constante nos 4 ohm, julgo eu. Apesar de ser uma impedância assim para o baixo quase não varia, o que facilita.

De qualquer forma as repostas de frequência acabam por ser afectadas pelas salas de maneira que servem só de referência.

enxuto
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 672
Data de inscrição : 15/11/2008
Pontos/Reputação : 588

http://anos80.abportal.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Mister W em 9/12/2011, 21:22

Boas,
Essas Revel Concerta 12 sempre me pareceram muito interessantes, duma marca que sempre nos habituou a produtos de alta qualidade mas a preços completamente proibitivos. Desta vez, parece que desceram à terra e decidiram fabricar um modelo para os pobres (não os de espirito...).

Infelizmente, não existe representante em Portugal para que possamos assistir a uma audição. Aliás, segundo o site da própria Revel, o representante para Portugal é um dealer que fica em Marbella, Málaga(!?). Enfim já estamos habituados ...

O Studio 22 tem dois pares em promoção... Fica o link:
http://www.studio-22.com/liquidacion/f12.htm

Cpts,
JA

avatar
Mister W
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 87
Idade : 51
Localização : Almada
Interesses : Girls, Girls, Girls
Data de inscrição : 03/06/2011
Pontos/Reputação : 173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  ricardo onga-ku em 9/12/2011, 21:32

A Revel é ou era representada pela Audioelite que se não me engano ainda existe e fica para os lados do Rego em Lisboa...


View Larger Map

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  nmf em 10/12/2011, 00:00

cobola escreveu:
...
Começaria por aqui, com as bem reputadas e afamadas Proac Studio 140 MK2: a sua sensibilidade (91 dB) prejudica o casamento com o integrado. Sendo umas colunas também elas bastante detalhadas, julgo que pede uma amplificação a válvulas de modo a adocicar-lhe a sonoridade. Não gostei do resultado, comparativamente com outras soluções. Forte impacto da batida e alguma estridência aguda. Som agressivo, portanto. Estas colunas aguentam bem carga pesada. Estão descartadas.

Mantendo a marca, pude experimentar a gama acima, as Response D18: sensibilidade de 88dB, tiveram desempenho excelente. Som relaxado, sem preponderância de frequências, equilíbrio e musicalidade. São bonitas, mais ergonómicas que as Studio 140, com o plinto melhor trabalhado e funcional. A diferença de preço não é substancial, mas achei o casamento com o integrado bem mais harmonioso. Gostei bastante, têm o efeito "wow", estão no top!
...
Também eu ando à procura de colunas dentro desta gama de preços e muitas das opções que considero são as mesmas.
Curiosamente ouvi ambas as ProAc com outra amplificação e cheguei a uma opinião semelhante, talvez não tão negativa quanto às 140 Mk2, as quais não achei "estridentes", mas se fossem as únicas duas opções também escolheria as D18 apesar do preço mais elevado.

Como alguém já recomendou acima, tenta fazer uma audição às Xavian Preludio, impressionaram-me bastante embora só as tenha ouvido com a amplificação Lyngdorf da ZenAudio e não com o meu amplificador, por isso não consigo ainda fazer uma comparação justa entre estas e as D18, mas são as duas que estão na minha short list até agora.

Numa coisa as D18 ganham claramente, são mais bonitas...

--
Nuno


nmf
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 7
Idade : 43
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 20/10/2011
Pontos/Reputação : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 10/12/2011, 01:22

José Manuel Almeida escreveu:(...) Dos modelos referidos, as Vandersteen 1c são excelentes colunas mas muitas vezes penalizadas pelo design.

Tenho muita curiosidade em ouvir as DALI Ikon 5/6/7 bem como as EPOS Epic 5 para ver se são tão boas como a imprensa especializada as tem "pintado" (com vários prémios no curriculo).

Tenho igual curiosidade na série comemorativa dos vinte anos da PMC - Twenty, que no meu caso seriam recomendáveis uma vez que são fechadas na traseira (utilizam o ATL frontal - Advanced Transmission Line). Porém, o preço dos modelos de maior sensibilidade (90dB) não é muito convidativo (...)
Já ouvi as Ikon 6, na versão anterior. Achei-as boas, de resposta rápida, capazes de bons resultados em sistemas não muito sofisticados, pelo que se adequam para o mercado de entrada. Curiosamente, fiquei de agendar a audição para a gama acima, as Mentor, monitoras. Não testei ainda nada da Dali com o meu integrado, mas tenho a marca em muito boa conta.

As PMC Twenty aparentam ser de qualidade de construção superior (20 anos de garantia...), mas de preço tb. elevado. Gostei do som das GB1i, que custam pouco menos do que as Response D18, que são de outro campeonato. Aqui já pensamos em alternativas por menos dinheiro (Vandersteen, Response D18...).

As Vandersteen 1Ci tinham os graves mas deliciosos de todos (desde que com o Primare CD32).

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 10/12/2011, 01:29

enxuto escreveu:Se houver sala para isso, uns painéis dão um som muito especial. Ou seja, Magnepan.
Pode-se gostar ou não. Eu gosto, e muito. É outra coisa.

Repito: se a sala (e a esposa, caso haja) deixar. A minha, por exemplo, está difícil.

O VilaSound sabe muito mais disto do que eu, mas as minhas dispensam o sub-woofer.

Cumprimentos,
Ouvi as Magnepan no VilaSound, precisamente. São muito interessantes, detalhadas, com um palco sonoro impressionante, mas falta-lhes baixo a descer à cave. OK, pode-se acrescentar o subwoofer, que não deixa de ser um extra e uma despesa adicional. De todas as pessoas que conheço na vida, nenhuma delas tem sala para aquilo!! É preciso espaço em volta, pois também emitem som pela traseira do painel. Nem se equaciona o factor WAF, pois nem cabem na minha sala. Fácil de resolver, portanto...

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  cobola em 10/12/2011, 01:41

nmf escreveu:
Também eu ando à procura de colunas dentro desta gama de preços e muitas das opções que considero são as mesmas.
Curiosamente ouvi ambas as ProAc com outra amplificação e cheguei a uma opinião semelhante, talvez não tão negativa quanto às 140 Mk2, as quais não achei "estridentes", mas se fossem as únicas duas opções também escolheria as D18 apesar do preço mais elevado.
(...)
Numa coisa as D18 ganham claramente, são mais bonitas...
Nuno
Não pretendia desancar nas Studio 140 MK2, até porque já as ouvi num sistema integral a válvulas e o resultado é muito bom. Não gostei foi do casamento entre a electrónica francesa do Atoll e o som britânico dessas Proac.

É de opinião geral que as Studio 140 emparelham bem com a grande maioria dos amplificadores, parece-me que corresponde a uma estratégia de mercado que visa a integração numa grande amplitude de sistemas, aumentando a probabilidade de aceitação (e de vendas). Mas isso pode ser um problema com amplificação mais exigente. Achei, sobretudo, que não havia harmonia entre graves, médios e agudas, havendo uma saliência para as batidas graves que cansavam e se sobrepunham às restantes. Como disse antes, gosto do som relaxado e controlado. Tudo o que encontrei nas mais bonitas e mais elegantes D18, um produto mais requintado, doce e aperfeiçoado.

cobola
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 20
Localização : Guimarães / Braga
Interesses : meios digitais; música; cinema; fotografia; futebol
Data de inscrição : 26/06/2007
Pontos/Reputação : 50

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Hugo_C em 10/12/2011, 05:53

Bom dia Cobola,

passei aqui para dizer que gostei bastante da apresentação que fez neste tópico.
Pois identifiquei-me bastante com a fase 1 comigo, visto eu também ter investido para o homecinema.
Neste momento ando a pensar em adquirir um amp stereo.
Espero que continue assim.

Infelizmente não tenho conhecimentos suficientes para lhe poder dar uma opinião sobre o que procura neste momento.

Vou continuando a espreitar este seu tópico.

Cumprimentos

Hugo_C
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 36
Idade : 32
Localização : Odivelas
Data de inscrição : 19/04/2011
Pontos/Reputação : 63

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  ricardo onga-ku em 10/12/2011, 10:40

O representante da PSB é a Esotérico.

Ricardo

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aparelhagem do Cobola

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum