Review Rega DAC - Made in PT

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  vfarias em 21/1/2011, 15:22

Ilustres,

ontem tive a feliz oportunidade de fazer uma audição ao Rega DAC na AudioTeam, e tal como prometi vou colocar aqui as minhas impressões inloco do equipamento.

Como pequeno enquadramento penso que é importante referir que, quando falamos de Audio Digital, muito do processamento do sinal digital está relacionado com a sua capacidade de computação e por isso directamente relacionado com o chipset. Existem DAC's que efectuam o decoding e filtragem através de software, mas na maioria dos casos é o chip (DAC), tweaks no circuito analógico e a fonte que determinam o resultado final, dai a importância que estes equipamento tem vindo a adquirir nos últimos tempos. O Rega DAC não faz upsampling, tal como o Rega Saturn e Isis.
O circuito de buffer é partilhado com todos os leitores de CD's Rega.

Efectuamos as audições não com equipamento de referência, mas optamos por usar um setup que será comum à maioria das pessoas, i.e., 1 amplificador integrado+ 2 leitor de CD's+ Portatil+ Colunas, a saber:

Amplificador Integrado: Rega Mira
Leitores de CD: Rega Apollo e Rega Saturn
Colunas: Rega RS3
Portátil: Dell E5400
Cabos interconnect e coaxial: QED

Antes de mais uma ressalva: não "cozinhamos" este setup com o objectivo de sermos tendenciosos, ou com o objectivo de provar o que quer que seja, e efectivamente podíamos te-lo feito com qualquer outro equipamento, mas a ideia foi a de ter feedback de um sistema de entrada de gama. Neste momento era o DAC que estava a ser avaliado.

Iniciei as audições com o meu Dell E5400 a servir de fonte ligado por USB. Tinha vários registos FLAC e WAV, i.e., formatos lossless, que variaram desde Jazz à musica erudita incluindo algumas gravações audiófilas, também disponíveis nestes formatos. A Rega optou por não disponibilizar alta resolução através de USB, mantendo os 16 bits/ 48k como data rate máximo. Uma funcionalidade interessante é a possibilidade de escolher filtros consoante as frequências em audição, sendo que a posição 1 será para 32/ 44.1/ 48k e a 3 para samples rates mais elevados.

Voltando ao USB. O som dos FLAC que havia retirado da Internet (Avaxhome - secção Audiophile), revelou as diferenças nas diferentes formas de ripping e dos registos que, um após outro, coloquei em audição. Tinha também ficheiros WAV que retirei (são free) do site da LessLoss. Honestamente, a culpa terá sido em grande parte das gravações, mas continuei curioso quanto ao resultado final. Aqui não existiram milagres. Os ficheiros WAV soaram muito bem, enquanto que os FLAC... nem por isso. Neste o som aparecia relativamente fechado, pouco espacial e pouco difuso. (Inclui também nesta lista para audição, algumas gravações que produzi no meu estúdio caseiro e soaram também muito bem, leia-se, já depois de toda a componente de mistura feita)

Depois passamos para os testes com os leitores de CD. Existem já posts que abarcam um pouco esta discussão, i.e., de que o Rega DAC será um excelente upgrade para o Apollo, ficando com um "Saturn" inhouse, mas ao que parece o Rega DAC destina-se também ao Saturn. Utilizamos os inputs coaxiais, os inputs digitais, a partir do Rega Apollo e do Saturn, com e sem DAC para perceber as diferenças. Foram 2 horas bem passadas. O DAC excede-se. Os instrumentos acústicos soam naturais e com uma firmeza impressionantes.

Para ser o mais straightfoward possível, os melhores resultados foram obtidos com o Rega Apollo e usando a ligação coaxial. No óptico o espectro sonoro e o palco perdem nitidamente alguma presença e afirmação, para além de algum detalhe. O Apollo ganhou não só presença e afirmação mas foi notório o incremento de qualidade a todos os níveis e gamas de frequência. A apresentação das vozes femininas e contrabaixo excedeu as minhas expectativas presenteando-me com uma gama média fantástica. Honestamente o Rega Saturn fica melhor sozinho e percebi ontem as diferenças comparativamente ao Apollo, que ganha outra vida outra dimensão. O Saturn apresenta um som mais difuso, um palco impressionante e um detalhe absolutamente incrível. Com o DAC o Apollo ganha consistência e uma sonoridade quase que se poderia dizer +live mas diferente do Saturn, não se enganem... não é adquirindo um DAC para um Apollo que de repente passaremos a ter um Saturn.

Em suma, o DAC excede-se a si mesmo e os seus pontos fortes não são ofuscados pela falta de uma porta USB de alta resolução.
Tem tudo para ser um sucesso. Eu gostei. É agnóstico o suficiente para ter lugar em qualquer sistema, seja ele de entrada de gama seja ele um sistema mais bem composto.

A título de curiosidade um link sobre os DAC's da Wolfson:
http://www.wolfsonmicro.com/documents/uploads/misc/en/Ultra_High_Performance_DAC_whitepaper.pdf

Honestamente espero que o meu contributo tenha ajudado quem ainda não teve a oportunidade de efectuar uma audição a este equipamento.
Obrigado.

_________________
https://myaudiophilestore.eu
Castle, Korato, Wattgate, Black Rhodium, Intel, Rega, Musical Fidelity, Mytek, Fezz Audio, Resonessence Labs, Wireworld
avatar
vfarias
Profissional
Profissional

Número de Mensagens : 894
Idade : 43
Localização : Barreiro
Ocupação : Engº Sistemas
Interesses : Musica, Aikido, Fotografia
Data de inscrição : 17/09/2008
Pontos/Reputação : 1088

http://www.myaudiophilestore.eu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  ricardo onga-ku em 21/1/2011, 15:52

Algumas questões e opiniões:

vfarias escreveu:Como pequeno enquadramento penso que é importante referir que, quando falamos de Audio Digital, muito do processamento do sinal digital está relacionado com a sua capacidade de computação e por isso directamente relacionado com o chipset. Existem DAC's que efectuam o decoding e filtragem através de software, mas na maioria dos casos é o chip (DAC), tweaks no circuito analógico e a fonte que determinam o resultado final, dai a importância que estes equipamento tem vindo a adquirir nos últimos tempos. O Rega DAC não faz upsampling, tal como o Rega Saturn e Isis.

O meu Pioneer de 1987 (PCM65) também não faz upsampling. Razz
E na minha opinião o upsampling não faz falta.

vfarias escreveu:Iniciei as audições com o meu Dell E5400 a servir de fonte ligado por USB. Tinha vários registos FLAC e WAV, i.e., formatos lossless, que variaram desde Jazz à musica erudita incluindo algumas gravações audiófilas, também disponíveis nestes formatos. A Rega optou por não disponibilizar alta resolução através de USB, mantendo os 16 bits/ 48k como data rate máximo.

Quais são as características do Dell (OS, software)?
A informação é lida do disco ou do buffer RAM?
Tem instalada a driver da ASIO?
Acho que a Rega fez uma má opção pois quem compra um DAC com ligação USB fá-lo para escutar ficheiros HD.
Mas mais importante do que qualquer outra questão: a ligação é USB assíncrona?

vfarias escreveu:Uma funcionalidade interessante é a possibilidade de escolher filtros consoante as frequências em audição, sendo que a posição 1 será para 32/ 44.1/ 48k e a 3 para samples rates mais elevados.

O que quer dizer com filtros?
Fiquei com a impressão que o DAC não selecciona a frequência de amostragem automaticamente com a ligação USB.

vfarias escreveu:Voltando ao USB. O som dos FLAC que havia retirado da Internet (Avaxhome - secção Audiophile), revelou as diferenças nas diferentes formas de ripping e dos registos que, um após outro, coloquei em audição. Tinha também ficheiros WAV que retirei (são free) do site da LessLoss. Honestamente, a culpa terá sido em grande parte das gravações, mas continuei curioso quanto ao resultado final. Aqui não existiram milagres. Os ficheiros WAV soaram muito bem, enquanto que os FLAC... nem por isso. Neste o som aparecia relativamente fechado, pouco espacial e pouco difuso.

Qual era a resolução dos FLAC e dos WAV?
Foram convertidos para 16/44 antes de tocarem?
Não se tratando da mesma gravação e masterização, a comparação entre um WAV e um FLAC não faz grande sentido.
Tendo em conta que o FLAC é lossless deve soar exactamente igual ao WAV, com a vantagem de ocupar menos espaço no disco.

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  francisco chaves em 21/1/2011, 16:04

Enganei-me e agradeci a descrição noutro tópico que não este, feita pelo vfarias, então agora repito os agradecimentos por partilhar a experiência.

Expliquem por favor, qual o papel e função de um DAC. É que em todo o lado só se fala em DAC's, vai-se a uma feira, só se ouve audio de dois canais ligado a DAC, expliquem-me por favor melhor que é para perceber de uma vez por todas.

francisco chaves
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 172
Idade : 43
Localização : Lisboa
Interesses : Música, Viajar e conhecer novos povos
Data de inscrição : 20/12/2010
Pontos/Reputação : 265

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  ricardo onga-ku em 21/1/2011, 16:18

Um DAC (digital-to-analog converter) é, como o nome indica, um equipamento que converte a informação digital em analógica e voltou a estar na moda com o advento do PC-Audio e dos ficheiros de alta-resolução.

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  francisco chaves em 21/1/2011, 16:28

onga-ku escreveu:Um DAC (digital-to-analog converter) é, como o nome indica, um equipamento que converte a informação digital em analógica e voltou a estar na moda com o advento do PC-Audio e dos ficheiros de alta-resolução.

Certo, mas em que é que isso pode melhorar o som? Porquê ligar um DAC a um leitor de cd? qual a vantagem de transformar informação digital em analógica se dizem que o digital é superior? O DAC será mais para uso em PC's é isso? Porquê que certos profissionais nas audições em feiras ligam DAC a sistemas High-End?

Desculpem a minha santa ignorância.

Obrigado

francisco chaves
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 172
Idade : 43
Localização : Lisboa
Interesses : Música, Viajar e conhecer novos povos
Data de inscrição : 20/12/2010
Pontos/Reputação : 265

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  vfarias em 21/1/2011, 17:15

Francisco,

espero não estar a cometer nenhuma argolada, corrijam-me se estiver equivocado, mas neste âmbito a questão que se coloca não é a vantagem de transformar a informação digital em analógica, porque isso quer quisessemos quer não, era um processo que forçosamente teria de acontecer, caso queiramos ouvir musica a partir de uma fonte digital, como o CD. A questão é quais serão eventualmente os ganhos, que advém deste processo.

Um DAC externo como é o caso do Rega e de outros, é um componente que permite potenciar, leia-se upgrade, o DAC existente nos nossos leitores de CD ou DVD. Ao fazer isto é evidente que uma das vantagens é extender a vida util da nossa fonte, porque em poucos anos assistimos ao desenvolvimento e crescimento da tecnologia e de repente as nossas fontes, vulgo leitores de CD, ficaram naturalmente desactualizadas. Outra vantagem é o de poder integrar no nosso sistema, musica digital, i.e., em formatos tais como os que já descrevi, FLAC, WAV, OGG, etc., e dessa forma potenciar a forma em como ouvimos musica digital. Um DAC terá sempre menor desgaste que o mecanismo de leitura do CD. Outra vantagem.

Resumindo e baralhando é uma forma de fazer um upgrade à qualidade geral do som extendendo isso a várias fontes.
O maior beneficio de um bom DAC externo é a qualidade. A qualidade de conversão de um sinal digital em analógico está altamente dependente do bit rate, frequencia de amostragem e filtros digitais. Qualquer DAC especializado foi desenhado para a melhor performance de audio, e visto que os DACs que habitualmente ocupam lugar na maioria das placas de som onboard e outras, não são de grande qualidade torna-se uma boa opção também para o PC mas não foram construídos em primeiro lugar para informatica de consumo em geral.

Elementos a ter em consideração:
1. Upsampling: tipicamente um CD contem música que foi guardada a 16bits com uma frequencia de amostragem de 44.1kHz. Muitos DACs com esta função conseguem resoluções de 24bits com frequencias de amostragem até 192kHz. As diferenças sonoras ou sónicas a notar seriam maior range em termos de dinâmica e um espeectro maior em termos de resposta de frequencias.

2. Redução adicional de Jitter: todos os DAC's tem alguma forma de redução de ruído digital. Ao adicionar um DAC a um leitor de CD's criamos teoricamente outro nivel de reduçao de jitter.

3. O Rega Apollo já beneficia de um DAC interno da Wolfson o WM8740 Sigma Delta 24bits, tal como outros leitores de CD, o que lhe permite maior qualidade na conversão do sinal digital em analógico. Adicionando um Rega DAC ou outro DAC para além das características intrínsecas de cada equipamento, passamos a dispor de mais 2 DAC da Wolfson, neste caso o WM8742. No caso em questão, i.e., na audição que fiz ontem, foi notório o incremento de processamento, traduzido em qualidade.

No entanto, existirão casos em que não será notório o incremento de qualidade sónica ao introduzir um DAC externo acopolado a uma fonte.

Ajudei alguma coisa?

_________________
https://myaudiophilestore.eu
Castle, Korato, Wattgate, Black Rhodium, Intel, Rega, Musical Fidelity, Mytek, Fezz Audio, Resonessence Labs, Wireworld
avatar
vfarias
Profissional
Profissional

Número de Mensagens : 894
Idade : 43
Localização : Barreiro
Ocupação : Engº Sistemas
Interesses : Musica, Aikido, Fotografia
Data de inscrição : 17/09/2008
Pontos/Reputação : 1088

http://www.myaudiophilestore.eu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  manel1 em 21/1/2011, 17:49

Viva

Pelo que percebi o Francisco Chaves necessita de uma explicação mais técnica sobre o analógico e digital, aí vai:

Para ouvir música geralmente temos 3 elementos no sistema de som:
1- Colunas- transformam os impulsos eléctricos (analógico, ou seja corrente eléctrica) em som através da passagem da corrente eléctrica nas bobinas dos altifalantes.
2- Amplificador- amplifica a corrente eléctrica (correntes muito fracas) que vem de por exemplo um leitor de CD, para assim entregar corrente ás colunas com potencia suficiente para fazer mexer os cones das colunas (mais uma vez, aqui temos o analógico, uma vez que é corrente eléctrica).
3- leitor de CD- o leitor lê a informação digital contida nos CDs (zeros e uns) e transforma essa informação em corrente eléctrica, essa conversão é feita por um DAC (digital to analogue conveter). Esta corrente tem um valor muito reduzido, insuficiente para excitar os cones das colunas, daí que tem de ser amplificada. O DAC sendo o responsável pela conversão de digital para analógico é de extrema importância no resultado final da sonoridade do leitor de CD Todos os leitores de CD têm um DAC, os que não têm são designados de transporte pois a sua função é apenas ler os dados do CD.
Quando temos um leitor de CD com um bom mecanismo de transporte não se justifica comprar um leitor de CD novo, compramos apenas um DAC que ligado ás saídas digitais coaxial ou óptica do leitor de CD, pega na informação lida pelo mecanismo de transporte do leitor de CD e faz a conversão de digital para analógico, sendo esta informação depois enviada para o amplificador pelas suas saídas RCA ou balanceadas (saídas analógicas).

Hoje em dia não necessitamos de gravar os dados digitais em CD, podemos ligar o nosso computador que contem os ficheiros de música (digitais) através de uma saída USB (por exemplo) ao DAC.

Espero ter ajudado

António Pedro

manel1
Equipa Audiopt - Moderação
Equipa Audiopt - Moderação

Número de Mensagens : 2062
Localização : Lamego
Ocupação : Electromecanico
Interesses : Música, leitura
Data de inscrição : 02/12/2009
Pontos/Reputação : 2463

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  francisco chaves em 21/1/2011, 18:03

manel1 escreveu:Viva

Pelo que percebi o Francisco Chaves necessita de uma explicação mais técnica sobre o analógico e digital, aí vai:

Para ouvir música geralmente temos 3 elementos no sistema de som:
1- Colunas- transformam os impulsos eléctricos (analógico, ou seja corrente eléctrica) em som através da passagem da corrente eléctrica nas bobinas dos altifalantes.
2- Amplificador- amplifica a corrente eléctrica (correntes muito fracas) que vem de por exemplo um leitor de CD, para assim entregar corrente ás colunas com potencia suficiente para fazer mexer os cones das colunas (mais uma vez, aqui temos o analógico, uma vez que é corrente eléctrica).
3- leitor de CD- o leitor lê a informação digital contida nos CDs (zeros e uns) e transforma essa informação em corrente eléctrica, essa conversão é feita por um DAC (digital to analogue conveter). Esta corrente tem um valor muito reduzido, insuficiente para excitar os cones das colunas, daí que tem de ser amplificada. O DAC sendo o responsável pela conversão de digital para analógico é de extrema importância no resultado final da sonoridade do leitor de CD Todos os leitores de CD têm um DAC, os que não têm são designados de transporte pois a sua função é apenas ler os dados do CD.
Quando temos um leitor de CD com um bom mecanismo de transporte não se justifica comprar um leitor de CD novo, compramos apenas um DAC que ligado ás saídas digitais coaxial ou óptica do leitor de CD, pega na informação lida pelo mecanismo de transporte do leitor de CD e faz a conversão de digital para analógico, sendo esta informação depois enviada para o amplificador pelas suas saídas RCA ou balanceadas (saídas analógicas).

Hoje em dia não necessitamos de gravar os dados digitais em CD, podemos ligar o nosso computador que contem os ficheiros de música (digitais) através de uma saída USB (por exemplo) ao DAC.

Espero ter ajudado

António Pedro

Oh António, melhor do que isto...
Fiquei bem esclarecido. Eu gosto de perceber como funcionam as coisas, gosto de ir ao fundo das coisa, dai ter feito as perguntas.

Um grande abraço e muito obrigado pelo excelente detalhe técnico.

francisco chaves
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 172
Idade : 43
Localização : Lisboa
Interesses : Música, Viajar e conhecer novos povos
Data de inscrição : 20/12/2010
Pontos/Reputação : 265

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  francisco chaves em 21/1/2011, 18:05

vfarias escreveu:Francisco,

espero não estar a cometer nenhuma argolada, corrijam-me se estiver equivocado, mas neste âmbito a questão que se coloca não é a vantagem de transformar a informação digital em analógica, porque isso quer quisessemos quer não, era um processo que forçosamente teria de acontecer, caso queiramos ouvir musica a partir de uma fonte digital, como o CD. A questão é quais serão eventualmente os ganhos, que advém deste processo.

Um DAC externo como é o caso do Rega e de outros, é um componente que permite potenciar, leia-se upgrade, o DAC existente nos nossos leitores de CD ou DVD. Ao fazer isto é evidente que uma das vantagens é extender a vida util da nossa fonte, porque em poucos anos assistimos ao desenvolvimento e crescimento da tecnologia e de repente as nossas fontes, vulgo leitores de CD, ficaram naturalmente desactualizadas. Outra vantagem é o de poder integrar no nosso sistema, musica digital, i.e., em formatos tais como os que já descrevi, FLAC, WAV, OGG, etc., e dessa forma potenciar a forma em como ouvimos musica digital. Um DAC terá sempre menor desgaste que o mecanismo de leitura do CD. Outra vantagem.

Resumindo e baralhando é uma forma de fazer um upgrade à qualidade geral do som extendendo isso a várias fontes.
O maior beneficio de um bom DAC externo é a qualidade. A qualidade de conversão de um sinal digital em analógico está altamente dependente do bit rate, frequencia de amostragem e filtros digitais. Qualquer DAC especializado foi desenhado para a melhor performance de audio, e visto que os DACs que habitualmente ocupam lugar na maioria das placas de som onboard e outras, não são de grande qualidade torna-se uma boa opção também para o PC mas não foram construídos em primeiro lugar para informatica de consumo em geral.

Elementos a ter em consideração:
1. Upsampling: tipicamente um CD contem música que foi guardada a 16bits com uma frequencia de amostragem de 44.1kHz. Muitos DACs com esta função conseguem resoluções de 24bits com frequencias de amostragem até 192kHz. As diferenças sonoras ou sónicas a notar seriam maior range em termos de dinâmica e um espeectro maior em termos de resposta de frequencias.

2. Redução adicional de Jitter: todos os DAC's tem alguma forma de redução de ruído digital. Ao adicionar um DAC a um leitor de CD's criamos teoricamente outro nivel de reduçao de jitter.

3. O Rega Apollo já beneficia de um DAC interno da Wolfson o WM8740 Sigma Delta 24bits, tal como outros leitores de CD, o que lhe permite maior qualidade na conversão do sinal digital em analógico. Adicionando um Rega DAC ou outro DAC para além das características intrínsecas de cada equipamento, passamos a dispor de mais 2 DAC da Wolfson, neste caso o WM8742. No caso em questão, i.e., na audição que fiz ontem, foi notório o incremento de processamento, traduzido em qualidade.

No entanto, existirão casos em que não será notório o incremento de qualidade sónica ao introduzir um DAC externo acopolado a uma fonte.

Ajudei alguma coisa?

vfarias,

Muito bem, fiquei também bem esclarecido,

Daqui também um grande abraço e muito obrigado pelo detalhe da explicação cheers

francisco chaves
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 172
Idade : 43
Localização : Lisboa
Interesses : Música, Viajar e conhecer novos povos
Data de inscrição : 20/12/2010
Pontos/Reputação : 265

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  ricardo onga-ku em 21/1/2011, 18:29

vfarias escreveu:Um DAC externo como é o caso do Rega e de outros, é um componente que permite potenciar, leia-se upgrade, o DAC existente nos nossos leitores de CD ou DVD. Ao fazer isto é evidente que uma das vantagens é extender a vida util da nossa fonte, porque em poucos anos assistimos ao desenvolvimento e crescimento da tecnologia e de repente as nossas fontes, vulgo leitores de CD, ficaram naturalmente desactualizadas. Outra vantagem é o de poder integrar no nosso sistema, musica digital, i.e., em formatos tais como os que já descrevi, FLAC, WAV, OGG, etc., e dessa forma potenciar a forma em como ouvimos musica digital. Um DAC terá sempre menor desgaste que o mecanismo de leitura do CD. Outra vantagem.

Um equipamento DAC (externo) pode melhorar a performance do conversor integrado no leitor de CDs.
Para isso é necessário que o chip do DAC seja de qualidade superior e esteja bem implementado, que o andar de saída do DAC seja superior e que este aparelho faça reclocking dos dados por forma a evitar o jitter.

Mas, recuando um pouco no tempo, há uns largos anos o mercado aproveitou o aparecimento dos DAC-chip (ou processadores digital-analógico) bitstream ou delta-sigma que eram muito mais baratos de produzir e ainda mais baratos de implementar e "venderam-nos" como a solução para a digitalite, quando na realidade os DAC-chip multibit têm um desempenho muito superior (além disso inventaram outras tretas como o upsamplng).
E esse desempenho superior dos DAC-chip multibit resistor-ladder é a razão pela qual muitos audiófilos ainda hoje tanto valorizam aparelhos dos anos 80 e 90 que contêm nas suas entranhas os famosos TDA1541, AD1865, D20400A, PCM63 ou PCM1704 (julgo que o último do género a ser produzido)

vfarias escreveu:Resumindo e baralhando é uma forma de fazer um upgrade à qualidade geral do som extendendo isso a várias fontes.
O maior beneficio de um bom DAC externo é a qualidade. A qualidade de conversão de um sinal digital em analógico está altamente dependente do bit rate, frequencia de amostragem e filtros digitais.

O bit rate (taxa de transferência de bits) e a frequência de amostragem definem a resolução do ficheiro.





vfarias escreveu:1. Upsampling: tipicamente um CD contem música que foi guardada a 16bits com uma frequencia de amostragem de 44.1kHz. Muitos DACs com esta função conseguem resoluções de 24bits com frequencias de amostragem até 192kHz. As diferenças sonoras ou sónicas a notar seriam maior range em termos de dinâmica e um espeectro maior em termos de resposta de frequencias.

Um DAC não consegue inventar dados que não existem.
É como fotografar uma árvore a alguma distância com uma digicam de baixa resolução e depois querer que o computador invente as folhas que não foram captadas pelo sensor.

vfarias escreveu:2. Redução adicional de Jitter: todos os DAC's tem alguma forma de redução de ruído digital. Ao adicionar um DAC a um leitor de CD's criamos teoricamente outro nivel de reduçao de jitter.

O uso de um DAC externo aumenta o jitter.
Se esse DAC não fizer reclocking dos dados o jitter será maior do que aquele produzido pelo leitor integrado.

vfarias escreveu:3. O Rega Apollo já beneficia de um DAC interno da Wolfson o WM8740 Sigma Delta 24bits, tal como outros leitores de CD, o que lhe permite maior qualidade na conversão do sinal digital em analógico. Adicionando um Rega DAC ou outro DAC para além das características intrínsecas de cada equipamento, passamos a dispor de mais 2 DAC da Wolfson, neste caso o WM8742. No caso em questão, i.e., na audição que fiz ontem, foi notório o incremento de processamento, traduzido em qualidade.

Para ler uma faixa redbook CD (CD-Audio 16bit/44,1kHz, WAV em WinOS, AIFF em MacOS) basta que o leitor tenha um DAC-chip de 16bit.
O facto de se tratar de um chip de 24bits não traz benefícios.

Só é pena que a industria e as revistas não sejam honestas e em vez de nos informarem estão sempre a inventar formas de nos convencerem a substituir os nossos equipamentos...

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  vfarias em 21/1/2011, 21:03

Um DAC não consegue inventar dados que não existem.

Onga, nem eu disse que um DAC o faria... a expressão que usei foi
"é um componente que permite potenciar"
Francisco não estás sozinho, também eu me enquandro na lista de ignorantes, quando não sei não sei, e pergunto então qual é a vantagem de adquirir um DAC com capacidade de upsampling?! Se a resposta for nenhuma, aceito.

O uso de um DAC externo aumenta o jitter.
Se esse DAC não fizer reclocking dos dados o jitter será maior do que aquele produzido pelo leitor integrado.

Disseste bem... se esse DAC não fizer reclocking...

Para ler uma faixa redbook CD (CD-Audio 16bit/44,1kHz, WAV em WinOS, AIFF em MacOS) basta que o leitor tenha um DAC-chip de 16bit.
O facto de se tratar de um chip de 24bits não traz benefícios.
Concordo. Se por outro lado a gravação tiver mais do que 16bit...

Só é pena que a industria e as revistas não sejam honestas e em vez de nos informarem estão sempre a inventar formas de nos convencerem a substituir os nossos equipamentos...
Also true... apenas acrescento ou de comprarmos coisas de que não precisamos.

No entanto, existirão casos em que não será notório o incremento de qualidade sónica ao introduzir um DAC externo acopolado a uma fonte.
No meu caso e reportando-me à audição de ontem, foi absolutamente notório o incremento de diversos atributos, e de uma qualidade surpreendente.

_________________
https://myaudiophilestore.eu
Castle, Korato, Wattgate, Black Rhodium, Intel, Rega, Musical Fidelity, Mytek, Fezz Audio, Resonessence Labs, Wireworld
avatar
vfarias
Profissional
Profissional

Número de Mensagens : 894
Idade : 43
Localização : Barreiro
Ocupação : Engº Sistemas
Interesses : Musica, Aikido, Fotografia
Data de inscrição : 17/09/2008
Pontos/Reputação : 1088

http://www.myaudiophilestore.eu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  enxuto em 22/1/2011, 00:09

Há que notar que alguns DAC's não convertem ficheiros MP3 e de outros formatos.

Por vezes só convertem mesmo PCM (o formato dos CD's). E, neste caso, não terão sequer ligações para computador.

Isto é importante caso alguém queira comprar online sem experimentar. Mas julgo que só acontece em DACs já mais antigos, com mais de 5 anos de mercado e mais do que isso de desenvolvimento.

Não quer dizer que não sejam bons, mas só foram pensados funcionar com leitores de CD/DVD e outros do género. Penso eu de que.

Cumprimentos,
Enxuto

enxuto
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 672
Data de inscrição : 15/11/2008
Pontos/Reputação : 588

http://anos80.abportal.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Boa review!

Mensagem  MikeJazz em 22/1/2011, 01:20

Vfarias, excelente review, Obrigado pela informação adicional.
Fiquei surpreendido pelas limitações da ligação USB.
Se assim se confirmar é um tiro ao lado, apesar dos méritos da máquina.
Já muitos fabricantes fazem máquinas destas com ligações Ethernet, ou semelhantes, para aproveitar mais largura de banda e tornar a sua utilização mais prática...
A Rega precisa de se actualizar mais (basta olhar para o que faz a Linn, um bocadinho mais a norte!!).

Por outra lado fica mais uma vez demonstrado o maquinão que é o Saturn, de facto, uma dos componentes que experimentei e que mais vida deu a meu sistema...

MikeJazz
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 30
Data de inscrição : 23/04/2008
Pontos/Reputação : 54

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  ricardo onga-ku em 22/1/2011, 09:26

Os primeiros DAC que aparecerem no mercado apenas convertiam CD-Audio (PCM 16bit/44,1kHz), o único formato digital existente na altura.
Actualmente existem outros formatos em suporte físico como o SACD (DSD 1bit/2.8224 MHz) e o DVD-Audio (PCM 16-24bit/44,1-192kHz).
Todos estes formatos podem ser "ripados" (ou transferidos) para o disco rígido de um computador ou adquiridos online.
A vantagem de se recorrer a uma fonte baseada num computador tem benefícios óbvios ao nível da comodidade de utilização e da economia de espaço, e o ripping com leitura múltipla permite que se recolham os dados registados no disco de policarbonato com a maior precisão possível (processo especialmente vantajoso com CDs em pior estado de conservação).

As características dos vários formatos audio estão descritas nesta tabela:



Dinamic Range ou Gama Dinâmica define a amplitude entre o som de "volume" (ou pressão sonora) mais baixo e o mais alto.
Num ser humano o primeiro será um sussurro (20dB a 1m) e o último um grito (120dB a 1m).

VALOR SPLDESCRIÇÃO
0dBlimiar da audição
10-20dBbrisa suave
20-30dBestúdio de radiodifusão
30-40dBauditório silencioso
60-70dBnível de conversação típico
90-100dBfortissimo orquestral
100-110dBdiscoteca
110-115dBbanda de rock
115dB-130dBlimiar da dor
140dBjacto a 3m

Frequency Response ou Resposta de Frequências define uma gama de ondas sonoras limitada pelo som mais grave e pelo mais agudo.
Em teoria o ser humano jovem médio consegue ouvir sons entre os 20Hz e os 20.000Hz.

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  jccarreira em 25/4/2011, 21:18

onga-ku escreveu:Dinamic Range ou Gama Dinâmica define a amplitude entre o som de "volume" (ou pressão sonora) mais baixo e o mais alto.
Num ser humano o primeiro será um sussurro (20dB a 1m) e o último um grito (120dB a 1m).

Já aprendi muito nestes posts, mas agora surgiu uma dúvida. A escala apresentada começava em 0dB e só acima de 20dB (sussurro) se pode dizer que se começa a ouvir bem. Ora o meu amplificador começa nos -90dB e pelos -30dB já tenho queixas que o som está muito alto, nos -15dB já entramos em guerra aberta e nos 0dB já nem ouço os gritos da minha mulher...

Estamos a falar de escalas diferentes ou sou eu que estou baralhado?
avatar
jccarreira
utilizador iniciado
utilizador iniciado

Número de Mensagens : 12
Localização : Pobral, Sintra, Lisboa
Ocupação : Indigente
Interesses : Tudo o que estimule positivamente as emoções, os sentimentos e o intelecto
Data de inscrição : 15/03/2011
Pontos/Reputação : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  ricardo onga-ku em 25/4/2011, 22:21

Ao contrário do que aparente, o botão que controla o volume de som do amplificador é um atenuador de intensidade.
Vai progressivamente atenuando menos e quando está nos 0dB não efectua qualquer atenuação pelo que a potência debitada nesse ponto é a potência máxima.

Cumprimentos,
onga-ku

_________________
"O homem, uma vez abdicando da razão,
não tem defesa contra o absurdo, a monstruosidade,
e tal como um navio sem leme fica à mercê dos ventos.
A esses, a credulidade toma o leme da mão da razão
e a mente converte-se num naufrágio."

Thomas Jefferson
avatar
ricardo onga-ku
Equipa Audiopt - Colaborador
Equipa Audiopt - Colaborador

Número de Mensagens : 2980
Localização : Terra d'Angles
Data de inscrição : 09/01/2010
Pontos/Reputação : 4662

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  TenhoFrio em 9/5/2011, 20:56

Aqui não existiram milagres. Os ficheiros WAV soaram muito bem, enquanto que os FLAC... nem por isso. Neste o som aparecia relativamente fechado, pouco espacial e pouco difuso.
Ao ler esta quote comecei logo a coçar a cabeça. Não existe diferença na qualidade do som entre diferentes formatos lossless a não ser do placebo mas de qualquer forma como é que se pode fazer uma afirmação dessas testando com musicas diferentes de sítios diferentes? ? affraid

Segundo ponto, não referiu que programa usou para reproduzir os formatos digitais, usou bitperfect ? É que se não, não estava a obter um sinal puro.

Tercero, testar o aparelho com musicas randoms de sites borlix que não conhece de trás para a frente scratch

TenhoFrio
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 73
Data de inscrição : 08/01/2010
Pontos/Reputação : 119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 9/5/2011, 22:43

TenhoFrio escreveu:

Segundo ponto, não referiu que programa usou para reproduzir os formatos digitais, usou bitperfect ? É que se não, não estava a obter um sinal puro.


boa noite caro tenho frio,

que programas com bitperfect são esses?

cumprimentos!
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  TenhoFrio em 9/5/2011, 23:11

Boa noite,
Um dos mais usados é o foobar com as drivers asio4all ou wasapi para windows vista/seven.
http://www.foobar2000.org/
http://www.foobar2000.org/components
facso escreveu:
TenhoFrio escreveu:

Segundo ponto, não referiu que programa usou para reproduzir os formatos digitais, usou bitperfect ? É que se não, não estava a obter um sinal puro.


boa noite caro tenho frio,

que programas com bitperfect são esses?

cumprimentos!

TenhoFrio
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 73
Data de inscrição : 08/01/2010
Pontos/Reputação : 119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 9/5/2011, 23:17

mas diga-me, basta instalar o foobar2000 "normalmente" (deduzo que já traga as drivers que referiu), e automaticamente fica bitperfect?

confesso que estas coisas ainda me fazem confusão...
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  TenhoFrio em 9/5/2011, 23:43

facso escreveu:mas diga-me, basta instalar o foobar2000 "normalmente" (deduzo que já traga as drivers que referiu), e automaticamente fica bitperfect?

confesso que estas coisas ainda me fazem confusão...
Ja nao tenho a certeze se a ultima versão vem com o wasapi por definicao para quem tem Vista/seven mas se não for o caso basta fazer o download no link que deixei dos components e procurar por Wasapi ou Asio. Depois é so meter na pasta dos components e seleccionar no programa como output o "wasapi".

TenhoFrio
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 73
Data de inscrição : 08/01/2010
Pontos/Reputação : 119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  Joao Paulo em 10/5/2011, 09:23

facso escreveu:mas diga-me, basta instalar o foobar2000 "normalmente" (deduzo que já traga as drivers que referiu), e automaticamente fica bitperfect?

confesso que estas coisas ainda me fazem confusão...

O foobar, assim como vem no momento da instalação é muito simples e básico, ou seja, não incorpora os drivers wasapi, nem alguns outros importantes, como por exemplo para leitura de alguns ficheiros tipo: Media Monkey, Wavepack ou Apple Lossless

No entanto, a instalação destes drivers é muito fácil, basta fazer o download dos ficheiros (dll) correspondentes (do website foobar) e copiar para dentro da pasta "components". Depois é necessário ir a preferences->output e escolher "Wasapi" no caso da saída de som.

A questão com o foobar é que torna-se necessário fazer várias configurações para aproveitar toda a sua potencialidade, dado que, após a instalação o programa é do mais básico que pode haver... chega a ser uma desilusão... inicialmente quando o instalei, não conseguia perceber porque o consideravam o melhor media player que existe actualmente...mas em boa verdade, após ter perdido algum tempo a configurar, aprender, etc, julgo que de facto não existe melhor.

Existem no entanto alternativas boas ao foobar que, apesar de não serem tão configuráveis, são bastante boas para quem não quer ou não tem jeito para andar a "construir" um media player à medida. Para media players do tipo plug-and-play, sugiro por ordem de preferência:

- Media Monkey
- J River

o Media Monkey na versão gratuita é melhor. O JRiver na versão paga é melhor.

Cumps,

JP



avatar
Joao Paulo
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 632
Data de inscrição : 08/02/2010
Pontos/Reputação : 813

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 10/5/2011, 17:41

Joao Paulo escreveu:
No entanto, a instalação destes drivers é muito fácil, basta fazer o download dos ficheiros (dll) correspondentes (do website foobar) e copiar para dentro da pasta "components". Depois é necessário ir a preferences->output e escolher "Wasapi" no caso da saída de som.



obrigado pela explicação detalhada joao paulo,

fiz o procedimento que disse, e instalei os "dll" wasapi,kernel e asio na pasta components do foobar2000.
(fiz o download e instalei estes todos pois pensei que pudessem dar jeito para alguma coisa)

mas depois na opção "output" só me aparecem as opções:

- null output
- DS: controlador de som principal
- DS: HD audio rear output (actualmente a seleccionada)
- DS: NVIDIA high definition audio
- KS: NVIDIA high definition audio
- KS: HD audio rear output

as opções com KS penso que não estavam lá antes de instalar os "dll" na pasta, mas de qualquer forma também não tocam quando seleccionadas....scratch

não me aparece nenhuma opção "wasapi".... se for relevante, tenho o foobar2000 instalado numa torre a correr com o windows XP.

estou a fazer algo mal, ou tenho algo mal configurado?

desde já um muito obrigado... Wink
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  TenhoFrio em 10/5/2011, 17:43

Como eu referi em cima o wasapi só funciona com o Windows VIsta/seven, para o XP terá que usar o Asio.

TenhoFrio
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 73
Data de inscrição : 08/01/2010
Pontos/Reputação : 119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 10/5/2011, 17:57

TenhoFrio escreveu:Como eu referi em cima o wasapi só funciona com o Windows VIsta/seven, para o XP terá que usar o Asio.

boa tarde,

sim, mas eu de facto também instalei o "dll" ASIO e não me aparece nenhuma referencia a este no output do foobar... confesso que estas coisas ainda me baralham um pouco scratch

de qualquer forma obrigado tenho frio!
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  TenhoFrio em 10/5/2011, 18:01

Deve ser porque a sua board nao vem com as drivers da asio, se fizer o download aqui tenho a certeza que ja vai dar.

TenhoFrio
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 73
Data de inscrição : 08/01/2010
Pontos/Reputação : 119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  Joao Paulo em 10/5/2011, 18:30

facso escreveu:
TenhoFrio escreveu:Como eu referi em cima o wasapi só funciona com o Windows VIsta/seven, para o XP terá que usar o Asio.

boa tarde,

sim, mas eu de facto também instalei o "dll" ASIO e não me aparece nenhuma referencia a este no output do foobar... confesso que estas coisas ainda me baralham um pouco scratch

de qualquer forma obrigado tenho frio!

No Win XP deve utilizar as opções KS (Kernell Streaming) pois é o output mais directo (melhor)... o wasapi, tal como foi dito é para o Win 7

o asio, não sei, mas possivelmente também é só para o win 7

Cumps,

JP
avatar
Joao Paulo
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 632
Data de inscrição : 08/02/2010
Pontos/Reputação : 813

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 10/5/2011, 18:38

Joao Paulo escreveu:



No Win XP deve utilizar as opções KS (Kernell Streaming) pois é o output mais directo (melhor)... o wasapi, tal como foi dito é para o Win 7

JP

pois... e a opção realmente está lá, mas é como lhe digo caro joao paulo, seleccionando a opção (KS: .....) no output do foobar2000 não tenho som nenhum...

ver se trago alguém mais entendido que eu aqui a casa para ver se se trata de configurações.

cumprimentos e obrigado!
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  facso em 10/5/2011, 18:39

TenhoFrio escreveu:Deve ser porque a sua board nao vem com as drivers da asio, se fizer o download aqui tenho a certeza que ja vai dar.

vou ver isso já... thanks!! Wink
avatar
facso
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 403
Ocupação : Bastante!
Interesses : Diversos, mas este é um grande...
Data de inscrição : 21/04/2010
Pontos/Reputação : 595

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  nbaptista em 26/5/2011, 12:15

aqui está a review da What Hi Fi ao Dac da Rega
http://www.whathifi.com/review/rega-dac
boas leituras
avatar
nbaptista
Membro Audiopt
Membro Audiopt

Número de Mensagens : 235
Data de inscrição : 06/01/2008
Pontos/Reputação : 442

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Review Rega DAC - Made in PT

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum